TRE-MA realiza eleição simulada para avaliar ações sanitárias contra a Covid-19 no Maranhão


Eleição foi realizada com mais de 2 mil eleitores na cidade de Lima Campos, localizada a 258 km de São Luís. Município foi escolhido por apresentar baixo índice de infecção pela doença. TRE-MA realiza eleição simulada para testar protocolos contra a Covid-19 no Maranhão
O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) realizou nesta sexta-feira (16) uma eleição simulada para avaliar as ações do plano de segurança sanitária contra a Covid-19, implementado pelo órgão para as eleições 2020 no estado. Ao todo, 2.059 eleitores participaram da simulação.
ELEIÇÕES 2020: conheça regras e saiba o que candidato e eleitor podem e não podem fazer
SÃO LUÍS: conheça quem são os candidatos à prefeitura da capital maranhense
A eleição foi realizada das 7h às 12h em Lima Campos, cidade a 258 km de São Luís. De acordo com o TRE, o município foi escolhido por apresentar um baixo índice de infecção pelo novo coronavírus, com menos de mil casos notificados da doença. Entretanto, a taxa de mortalidade é considerada alta na cidade, chegando a 20%.
Eleição simulada testa protocolos sanitários contra a Covid-19 no Maranhão
Reprodução/TV Mirante
Durante a simulação, além de avaliar o plano de segurança, o TRE pode medir a atuação dos mesários, o tempo médio de habilitação e do voto dos eleitores.
O uso de máscaras será obrigatório no 1º turno das eleições, marcado para o dia 15 de novembro. Além disso, os mesários devem receber face shield e álcool em gel. Para os eleitores, o TRE recomenda que uma caneta de uso pessoal seja levada para o local de votação, para assinar o caderno de votações.
Veja como será o processo de votação nas eleições 2020:
Ao entrar na sala, o eleitor terá a mão higienizada por um mesário voluntário;
O eleitor deve ficar a cerca de 1 metro do mesário, onde deve apresentar um documento original com foto;
O mesário deve levar, até o eleitor, o caderno de votação para que ele possa assinar;
O eleitor deve higienizar as mãos antes e após assinar o caderno;
Em seguida, ele é liberado pelo mesário para a cabine de votação;
Ao sair da sala, o eleitor tem as mãos higienizadas novamente.
Mesário deve higienizar as mãos dos eleitores que chegarem as sessões de votação.
Reprodução/TV Mirante
Segundo o juiz eleitoral, Arthur Gustavo Azevedo, a eleição simulada é essencial para analisar os procedimentos que serão implementados no dia da eleição, em novembro.
“A eleição simulada ela tem por objetivo se aproximar o máximo possível da realidade que nós teremos em 15 de novembro, que é a ocasião das eleições. E a realidade das eleições deste ano é diferente das eleições passadas, porque em virtude da adoção dos protocolos sanitários, nós teremos que abolir a identificação biométrica e a identificação do eleitor terá que será por documento oficial. Fora isso, há outras medidas que devem ser adotadas no protocolo sanitário no tocante da adoção da adoção do álcool para a desinfecção dos equipamentos, utilização de máscara que é obrigatório tanto para o eleitor quanto para o mesário”, explicou o juiz eleitoral .
Data da eleição
Primeiro turno: 15 de novembro
Segundo turno (onde houver): 29 de novembro
Cargos em disputa
Prefeito
Vice-prefeito
Vereador
Dia da eleição
Uso de máscara – obrigatório (quem chegar ao local de votação com o rosto descoberto poderá ser barrado na entrada).
Álcool gel – eleitor deverá passar álcool em gel nas mãos antes e depois de votar.
Horário de votação – o período de votação foi ampliado. Será das 7h às 17h, com horário preferencial de 7h às 10h para maiores de 60 anos
Caneta – O TSE recomenda aos eleitores que levem a própria caneta para assinar o caderno de votações e que o eleitor permaneça pelo tempo mínimo necessário na seção.
Crimes – Constituem crime, no dia da eleição o uso de alto-falantes e amplificadores de som ou a promoção de comício ou carreata; arregimentação de eleitor ou a propaganda de boca de urna; divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos; publicação de novos conteúdos ou o impulsionamento de conteúdos nas aplicações de internet (podendo ser mantidos em funcionamento as aplicações e os conteúdos publicados anteriormente).
Manifestação silenciosa – No dia da eleição, estão permitidas manifestações individuais e silenciosas da preferência do eleitor pelo uso de camisetas, bandeiras, broches e adesivos.
Aglomeração de apoiadores – Estão proibidas aglomerações de pessoas com roupa padronizada até o término do horário de votação.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”