Trio é condenado por furto com requintes de sacrilégio em gruta religiosa no sul de SC

O trio, na ação, valeu-se de um machado e uma picareta para subtrair quantia estimada entre R$ 800 e R$ 1.200. Os réus foram identificados com o auxílio de câmeras de segurança. Todos confessaram a participação no crime, mas questionaram o montante do dinheiro subtraído. A sentença foi proferida pela juíza substituta Tiane Lohn Mariot, em atuação no Programa CGJ-APOIA.

Os três homens foram condenados por furto qualificado, mediante rompimento de cadeado e da tampa da caixa de doações e concurso de pessoas, a um ano e quatro meses de reclusão, em regime inicial aberto, além do pagamento de multa. Cabe recurso da decisão ao TJSC (Autos n. 0001626-64.2012.8.24.0010).

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”