Turismo e comércio projetam como será o Réveillon em Florianópolis sem a queima de fogos

Com o cancelamento da queima de fogos na Beira-mar Norte neste Réveillon devido a pandemia de Covid-19, o setor de turismo de Florianópolis precisará pensar em saídas seguras para atrair o público e comemorar a chegada de 2021.

Apesar da decisão confirmada nesta segunda-feira (19) impactar diretamente esta e outras áreas, representantes da indústria hoteleira e do comércio na Capital acreditam ser o melhor para a segurança da população.

Prefeitura confirmou o cancelamento da queima de fogos no início desta semana – Foto: Flávio Tin/Arquivo/ND

“Precisamos entender que é preciso mudar costumes e comportamentos sociais para preservar a vida. A hotelaria buscará outras maneiras para encantar os visitantes e o público em geral”, disse o presidente da ABIH-SC (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina), Osmar Vailatti. Ele admitiu que não ficou muito surpreso com decisão da prefeitura, já que o “mundo vive neste momento o combate ao coronavírus”.

O presidente da CDL Florianópolis, Ernesto Caponi, ressaltou as dificuldades que o setor do comércio têm passado nos últimos sete meses e destacou a importância de cumprir as medidas sanitárias no combate à Covid-19.

Para ele, muitos dos turistas “vêm principalmente para a passagem do final de ano e acompanhar a queima de fogos, que é tão famosa quanto a do Rio de Janeiro”, mas em um evento com um público tão grande seria difícil monitorar a manutenção das práticas recomendadas.

Cascata de fogos na Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, no Réveillon de 2020, não deve se repetir no próximo ano – Foto: Anderson Coelho/ND

Em nota, a diretoria da Acif (Associação Empresarial de Florianópolis) afirmou que o cancelamento dos fogos foi coerente, “principalmente pelas incertezas provocadas pela pandemia”.

No entanto, a instituição defende que os recursos que seriam investidos no evento sejam destinados às empresas do turismo. “A expectativa é de uma cidade cheia de visitantes e o segmento é um dos que mais passam por dificuldades devido às restrições impostas pela Covid-19”, justificou a associação.

Recursos irão para iniciativas de capacitação profissional

A Prefeitura de Florianópolis informou que a verba destinada à compra dos fogos será redirecionada para capacitação de profissionais. De acordo com o município, o valor e os projetos nos quais ele será investido serão divulgados nos próximos dias.

“A verba que seria utilizada para licitar o evento será direcionada para iniciativas de capacitação profissional para pessoas que necessitam de recolocação no mercado de trabalho. Isso como consequência dos efeitos da pandemia nas atividades econômicas”, afirmou o comunicado emitido por meio da Secretaria de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico da Capital nesta segunda-feira (19).

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.