Uberaba passa de 5,4 mil casos positivos de Covid-19 e tem mais duas mortes em investigação


Informações são do boletim diário divulgado pela Prefeitura neste domingo (27). Veja ainda números sobre recuperados, casos negativos e ocupação de leitos na cidade. Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science
Reprodução/Visual Science
Uberaba iniciou a última semana de setembro com 5.431 casos positivos de Covid-19, segundo o boletim divulgado pela Prefeitura neste domingo (27). Foram 97 casos a mais registrados em 24 horas.
Ainda de acordo com o informativo, a cidade não teve nenhuma nova morte confirmada pela doença, porém, registrou mais dois óbitos por suspeita do coronavírus, totalizando três em investigação.
As duas mortes suspeitas são de duas idosas, de 69 e 75 anos, que tinham relato de comorbidades e estavam internadas em hospital público.
Veja outros números da Covid-19 em Uberaba em comparação com o boletim de sábado (26):
casos positivos: mais 97, totalizando 5.431;
recuperados: mais 13, totalizando 4.871;
casos negativos: mais 350, totalizando 34.898;
casos suspeitos: sem alteração, permanecendo em 347;
ocupação de leitos de UTI: aumento de 4%, chegando a 37%, o que representa 36 pessoas internadas;
ocupação de leitos de enfermaria: aumento de 4%, chegando a 32%, o que representa 43 pessoas internadas.
Boletim diário coronavírus Uberaba 27 de setembro
Prefeitura de Uberaba/Divulgação
Mortes
A primeira morte pela doença na cidade foi confirmada no dia 10 de abril. A vítima foi um idoso, de 74 anos, que esteve nos Estados Unidos e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele tinha hipertensão e diabetes.
Entre os dias 14 e 23 de junho, Uberaba registrou ao menos uma morte por dia, sendo 11 ao todo. A sequência acabou no dia 24 de junho, sem a confirmação de novos óbitos. Em todo o mês de junho, foram registradas 21 mortes pela doença. No mês de julho, o número de vítimas da Covid-19 foi 30. Já em agosto, foram 34.
No dia 1º de setembro, a cidade registrou 92 mortes. Dois dias depois, o município atingiu 100 óbitos pela doença. A cidade chegou a 107 mortes no dia 11 de setembro e, no dia seguinte, o número subiu para 109, sendo que um dos óbitos registrados foi o do vice-prefeito João Gilberto Ripposati.
Entre os dias 13 e 21 de setembro, foram confirmadas 18 mortes. Por dois dias, a cidade não registrou óbitos, mas voltou a ter vítimas da doença no dia 24 e 25, com o registro de seis mortes.
Neste sábado (26), foram confirmados mais dois óbitos, chegando a 136.
Initial plugin text
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”