Um ano do novo modelo de RG em Santa Catarina

O novo modelo de carteira de identidade emitido pelo Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC) completa um ano nesta quarta-feira (14). Além de incluir novos dispositivos que aumentam a segurança contra falsificação, o novo RG trouxe benefícios para a população, como: a possibilidade da inclusão de nome social sem a necessidade de alteração no registro civil, inclusão do tipo sanguíneo e fator RH, possibilidade de colocar informações de outros documentos e ainda a inclusão de deficiências (símbolos que passaram a constar no RG), como surdez, física, psicológica e cegueira.

Desde que foi lançado, já foram emitidos 314.755 RGs com o novo modelo. “Continuamos transformando os serviços prestados ao cidadão por parte do IGP, para que seja mais seguro e mais simples o acesso. Isso é tornar vida do cidadão mais fácil”, afirmou o perito-geral do IGP, Giovani Eduardo Adriano.

Segurança

Dando continuidade ao processo de segurança do novo RG, no início deste mês o IGP disponibilizou para a população uma ferramenta que possibilita consultar a autenticidade das carteiras de identidade por meio da leitura do QR Code.


O procedimento é feito acessando o link validador.igp.sc.gov.br, que levará o cidadão a uma tela solicitando a permissão de uso da câmera do dispositivo eletrônico (computador e/ou smartphones com sistema Android). Após autorizar o uso, o cidadão deve apontar a câmera para o QR Code que fica na parte interna da carteira de identidade. E então aparecerá na tela as mesmas informações constantes na carteira de identidade consultada, confirmando se tratar de um documento autêntico.

Números na pandemia

A emissão das carteiras de identidade continuou mesmo durante a pandemia do coronavírus. Desde quando surgiu a necessidade de isolamento social já foram emitidas mais de 142 mil carteiras de identidade. Lembrando que o atendimento foi interrompido no Estado inteiro no dia 18 de março, já no mês seguinte, em abril, o IGP retomou o atendimento parcialmente atendendo somente casos emergenciais.

O atendimento foi retomado no dia 4 de maio somente por agendamento e com 30% da capacidade, e desde então o atendimento vem aumentando gradativamente quando possível e dentro das restrições por conta da COVID – 19, lembrando que algumas unidades tiveram de ser fechadas por conta de servidores com casos suspeitos e/ou confirmação da doença.

O IGP continua atuando dentro do planejado, aumentando o atendimento gradativamente e dentro das restrições de atendimento de cada região, lembrando que algumas unidades tiveram de ser fechadas por conta de servidores com casos suspeitos e/ou confirmação de COVID19.

Ainda com objetivo de facilitar a emissão do documento de identidade para os cidadãos catarinenses, o IGP lançou no mês de junho a segunda via da carteira de identidade pela internet.


Com essa nova ferramenta, tornou-se possível a liberação de 20% das vagas que seriam diariamente ocupadas para atendimento presencial. Dessa forma, o número de documentos emitidos teve um crescimento de 20%, sem aumentar estrutura alguma.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”