Uma Seleção Brasileira cada vez mais longe do torcedor brasileiro. E não é de hoje

Seleção tá “off” para o torcedor brasileiro – Foto: Foto: Reprodução

A Seleção Brasileira está cada vez mais distante do povo brasileiro. E isso não é uma observação do momento. Há algum tempo, as convocações e mesmo os amistosos e jogos das eliminatórias não mobilizam mais os torcedores como ocorriam antigamente. Não é saudosismo, mas lembro que jogo da Seleção Brasileira na TV era motivo para reunir a família e os amigos. Nem precisava ser uma Copa do Mundo, Copa América ou um jogo importante diante de uma grande seleção. Até um amistoso diante da Islândia ou do Egito numa quarta à noite, valia para torcer e festar. Aos poucos a Seleção começou a se afastar do brasileiro. Os amistosos deixaram de ser realizados em estádios brasileiros por causa de um contrato que obrigava, e ainda obriga, jogos em Londres e em outros lugares da Europa. Nas convocações, jogadores que atuam no futebol brasileiro são esquecidos mesmo que venham atuando bem. Para o Tite, é mais fácil convocar um jogador mediano do futebol russo do que um jogador que venha recebendo elogios por aqui em nossos gramados. Marinho do Santos, Galhardo do Internacional e o atacante  Pedro do Flamengo, são alguns exemplos atuais. Quem sabe se eles forem transferidos para o Shakhtar Donetsk, o treinador da Seleção passe a prestar atenção neles? A recente convocação do Paquetá, no lugar do lesionado Coutinho, que não vinha atuando bem no Milan e nem atualmente no Lyon, é um claro exemplo de que a Seleção deixou de ser do povo, do brasileiro e passou a ser tratada como uma reunião de amigos. Ou uma grande panela.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.