Venda de motos seminovas cresce impulsionada por entregadores de apps em Ribeirão Preto


Motociclistas procuram veículos mais baratos e econômicos, de acordo com empresário. Pandemia de coronavírus fez aumentar a compra por aplicativos de entregas. Números de entregadores aumentam durante a pandemia em Ribeirão Preto, SP
A venda de motos seminovas e de baixa cilindrada cresceu cerca de 30% com o aumento da demanda pelo delivery durante a pandemia de coronavírus, de acordo com sites que fazem a venda de veículos pela internet.
Já a venda de motos novas em Ribeirão Preto (SP), por outro lado, diminuiu 33% entre janeiro e setembro de 2020, comparado com o mesmo período de 2019, de acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).
Em uma concessionária de motos seminovas localizada na Rua Mariana Junqueira, a procura é alta. De acordo com o dono do estabelecimento, o empresário José Amésio, os clientes estão procurando modelos baratos e econômicos.
“Estamos no mercado à procura de repor o estoque. Está difícil. Tem mais comprador do que vendedor”, diz Amésio.
Venda de motos seminovas cresce em Ribeirão Preto, diz garagista
EPTV/Reprodução
O entregador Valter Leonel foi um dos que decidiram trabalhar com entregas a domicílio. Leonel, que também é administrador de empresas, se cadastrou em um aplicativo e usa o serviço para complementar a renda.
“Tem que se dedicar muito no trânsito, na entrega, com o cliente, a empresa e o aplicativo. É muito bom, porque, além de ser um administrador, você é um fretista e aprende a cuidar de outras coisas”, afirma Leonel.
Valter não é o único. O setor de entregas acelerou durante a pandemia, com crescimento de cerca de 50% das vendas pela internet no primeiro semestre de 2020 – o maior em 20 anos, com 7,3 milhões de novos consumidores.
Administrador de empresas investe em apps de entrega para complementar renda em Ribeirão Preto
EPTV/Reprodução
Para atender à demanda local, o empresário Mateus Luiz Borges inaugurou este mês em Ribeirão Preto uma unidade de uma franquia de entregas realizadas por motociclistas via aplicativo de celular. Ao todo, 60 pessoas e 12 empresas já se cadastraram para usar o serviço.
“Depois que as pessoas não puderam mais ir para os bares e até mesmo supermercados, a procura pelo delivery aumentou muito. Acredito que, mesmo depois que esta pandemia passar, criou-se uma cultura de usar delivery”, diz Borges.
Entregadores de apps se espalham por Ribeirão Preto
EPTV/Reprodução
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Assista ao EPTV 2 de sexta-feira (16)
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”