Vítima de estupro conta que era obrigada a ver relações sexuais de homem preso com outras garotas: ‘Botava para assistir’

Caso foi denunciado ao Conselho Tutelar há dois anos, quando abusos começaram. Inquérito foi concluído e outra pessoa foi indiciada; não há detalhes sobre 2ª prisão.
Vítima e neta de homem acusado de estuprar quatro crianças fala sobre os abusos
“Botava para assistir”. Essas são palavras de uma das garotas que foi estuprada na cidade de Canavieiras, sul da Bahia. Segundo a vítima, o homem preso pelo crime obrigava ela a assistir ele tendo relações sexuais com outras meninas.
O homem foi preso no dia 1º de outubro, por ser suspeito de estuprar quatro meninas, com idades entre 9 e 14 anos. As vítimas são irmãs e vizinhas dele. Um avó de uma das meninas contou que sempre chamava a neta, mas que o homem pedia para que ela pulasse o muro.
“Da porta aqui eu chamava, chamava ele para vim para dentro (de casa), que eu não queria lá, viu? E aí ele mandou, mandava ela até pular o muro para ir para lá de noite”, contou o avó de vítima.
Uma outra vítima disse que ele manipulava as meninas com promessas de presentes.
“Eu fui sair com ele dentro do carro, ele foi e me levou para praia. Ai ele, tipo assim, ele tentou tirar minha roupa e fazer aquilo que eu não queria, eu falei: ‘você não mexe não!’, peguei e saí fora do carro e ele também sempre falava: ‘vou te dar presente, vou te dar um perfume”, relatou.
Com a conclusão do inquérito, a polícia indiciou outra pessoa de 41 anos, que também é suspeita de estuprar as vítimas. Não há detalhes se essa pessoa é homem ou mulher, nem se ela já foi presa.
Os suspeitos não tiveram nome divulgado pela delegacia, porque os abusos foram cometidos contra crianças e adolescentes. O caso corre em segredo de justiça para preservar as vítimas. A polícia também apreendeu notebook, celular, pen drive e roupas femininas de crianças na casa do homem preso.
Investigações
Antes de ser detido, o homem de 59 anos já estava sendo investigado há pelo menos dois anos, mesmo tempo em que as vítimas começaram a ser abusadas. O Conselho Tutelar já havia recebido denúncias da família contra ele, por abusar das quatro irmãs.
No momento em que o homem foi preso, as vítimas prestaram depoimento e confirmaram os abusos. As investigações do inquérito concluíram que o homem cometeu o crime. Ele já havia sido levado para o presídio de Ilhéus no dia 2 de outubro e permanece na unidade.
Após analisar o material encontrado na casa dele, a polícia suspeita que outras garotas também foram estupradas por esse homem. Ele será indiciado por estupros de vulneráveis.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.