Zona Azul é pivô de batalha judicial entre Prefeitura de Florianópolis e ex-concessionária

Contrato da Zona Azul, em Florianópolis, foi rescindido em setembro do ano passado – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND

Está só no início a batalha judicial entre a Prefeitura de Florianópolis e a Dom Parking, deflagrada com a rescisão do contrato de gestão do estacionamento rotativo, em setembro do ano passado. São várias ações paralelas.

Enquanto o município cobra o pagamento dos valores atrasados, cerca de R$ 20 milhões, a ex-concessionária sustenta ser credora de R$ 1 milhão – alegando necessidade de reequilíbrio financeiro por suposto descumprimento das cláusulas. O valor será definido por perícia.

A empresa ainda tenta anular o rompimento unilateral e o Executivo pede o ressarcimento dos créditos que não haviam sido utilizados pelos usuários quando o serviço parou de ser oferecido.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.