Incêndios que aconteceram durante o Natal no Rio podem ser criminosos

Dois incêndios de grandes proporções, que aconteceram nas últimas horas no Rio de Janeiro, em plena noite natalina, podem ter causas criminosas. Segundo fontes da Jovem Pan, essa é uma linha de investigação que está sendo adotada pelas autoridades em ambos os casos. O primeiro episódio aconteceu no dia 24, quando fogo atingiu o quinto andar do Hospital e Clínica São Gonçalo, na região metropolitana flumiense. Em momento de pânico e muita corrida, com pacientes sendo transferidos, imagens do circuito de segurança analisadas pela polícia deixam dúvidas sobre a possibilidade do incêncio ser criminoso. Na ocasião, um idoso de 62 anos, identificado como Carlos Santos, que estava internado pela Covid-19, acabou morrendo. Outras três pessoas ficaram feriadas e sete tiveram que ser transferidas para outras unidades de saúde.

O outro caso, também investigado pela polícia do Rio como ato criminoso, aconteceu na madrugada do dia 24 para o dia 25, quando o fogo consumiu seis ônibus articulados do BRT na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro. As causas do acidente estão sendo investigadas pela polícia fluminense, que não descarta possibilidade de ato criminoso, uma vez que a região é rodeada de favelas, que são dominadas pelo tráfico de drogas. Até o momento, agentes não mencionaram possíveis ligações sobre as ocorrências.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Adicionar aos favoritos o Link permanente.