Jaboticabal, SP, amplia em 58% a testagem para Covid-19 e diz ter reduzido transmissão do vírus


Cidade foi uma das primeiras da região de Ribeirão Preto a confirmar casos da doença. De outubro para novembro, o número de óbitos na cidade caiu quase 90%. Jaboticabal, SP, faz testagem em massa para Covid-19
A secretaria de saúde de Jaboticabal (SP) adquiriu 2 mil testes rápidos e 400 swabs entre os meses de outubro e novembro, ampliando a testagem da cidade em 58%. Jaboticabal foi uma das primeiras cidades da região de Ribeirão Preto a registar casos de Covid-19.
Segundo Tânia Petrazzi, coordenadora da vigilância epidemiológica de Jaboticabal, a medida reduziu as internações nas enfermarias em quase 100%. A taxa de óbitos e casos graves caiu cerca de 90%.
Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na cidade operam com 40% da capacidade, em média, desse o início das testagens.
“No momento, podemos dizer que estamos estáveis. A situação do município está controlada, mas temos que ficar sempre atentos, porque podem aparecer os casos graves. Quanto mais cedo forem diagnosticados os positivos, dá tempo também de monitorar o restante dos contatos, evitando essa transmissão em massa”, explica Tânia.
Paciente faz teste rápido no Centro de Atendimento Covid (CAC) em Jaboticabal (SP)
Reprodução/EPTV
O trabalho de testagem é feito em parceria com o Centro de Atendimento Covid (CAC). A instituição funciona 24 horas por dia. Além da equipe de profissionais da saúde, o centro de atendimento também tem parcerias com as faculdades da cidades como a UNESP e a São Luís.
Qualquer pessoa que apresente sintomas de síndrome gripal pode procurar por atendimento no CAC.
“Não vamos parar com os testes, acabaram de chegar mais 2500 testes rápidos do Instituo Butantan. É uma estratégia que deu muito certo para diminuir o número de pessoas infectadas e internadas. Continua também a campanha da máscara amiga em Jaboticabal, a conscientização de isolamento social, de higienização, nisso nós vamos continuar bem firmes”, esclarece Marcelo Costa César, secretário de saúde de Jaboticabal.
Os testes em massa começaram em outubro e desde então mais de 500 pessoas fizeram exame para saber se estavam com coronavírus. Até o momento, dos 26 leitos disponíveis na rede pública e nos hospitais particualres, 7 estão ocupados.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Adicionar aos favoritos o Link permanente.