Justiça proíbe realização de festas durante ano novo em Porto Seguro


Decisão proíbe os eventos independentemente da quantidade de pessoas. Liminar foi concedida após pedido do Governo da Bahia. Vista de Porto Seguro (BA)
Divulgação/CVC
A Justiça proibiu a prefeitura de Porto Seguro, no sul da Bahia, e o prefeito eleito Jânio Natal (PL) de realizarem ou autorizarem shows e festas, públicas ou privadas, durante o ano novo. A decisão proíbe os eventos independentemente da quantidade de pessoas.
Prefeito eleito diz que não haverá ‘lockdown’ e que estuda novas datas para carnaval: ‘A vida não para’
Governador afirma que não haverá festa com aglomeração no natal e ano novo sem vacina para Covid-19
A liminar foi concedida pela juíza Zandra Anunciação Alvarez Parada, após pedido do Governo da Bahia.
Desde o período eleitoral, o prefeito eleito Jânio Natal afirma que, assim que tomar posse no dia 1º de janeiro, vai liberar o funcionamento irrestrito de casas de eventos, mesmo durante o crescimento de casos da segunda onda da pandemia.
A multa diária para o descumprimento da decisão judicial é de R$ 300 mil para cada ato. A TV Bahia tentou contato com Jânio Natal, mas não obteve retorno.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Assista aos vídeos do Bahia Meio Dia 💻
Ouça ‘O Assunto’ 🎙
Adicionar aos favoritos o Link permanente.