Mais da metade das empresas paranaenses registram queda nas vendas, em 2020


De acordo com boletim do governo do estado, 54% das empresas tiveram redução nas vendas no ano passado, em comparação com 2019. ICMS teve queda de R$ 1,15 bilhão. Supermercados registraram aumento nas vendas em 2020
Geraldo Bubniak/AEN
Mais da metade das empresas paranaenses tiveram redução nas vendas, em 2020, de acordo com balanço divulgado pelas secretarias da Fazenda e do Planejamento e Projetos Estruturantes, nesta quarta-feira (13).
Ao todo, 54% das empresas registraram menos vendas do que em 2019. Entre os setores, restaurantes e lanchonetes tiveram o pior resultado, com queda de 32%. Veja a seguir a variação por setor:
Áudio, Vídeo e Eletrodomésticos: +24%
Material de Construção e Ferragens: +13%
Hipermercados e Supermercados: +11%
Farmácias: +7%
Informática e Telefonia: +5%
Cosméticos e Perfumes: -2%
Cama, Mesa e Banho: -6%
Veículos Novos: -13%
Vestuário: -21%
Calçados: -27%
Restaurantes e Lanchonetes: -32%
Ainda segundo o boletim, os setores de eletroeletrônicos, informática e telefonia, além de áudio e vídeo, estão vendendo mais pela internet do que presencialmente, desde março.
Impacto no governo
Segundo o boletim, a crise causada pelo coronavírus também impactou na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
Ao todo, o governo do estado arrecadou R$ 32,6 bilhões relacionados ao imposto. O montante representa uma queda 3,4% na comparação com 2019, ou R$ 1,15 bilhão a menos.
Apesar disso, a gestão estadual informou que o resultado é melhor do que o previsto. O governo chegou a prever uma retração de 6% na arrecadação do ICMS.
De acordo com a Secretaria de Estado da Fazenda, o Auxílio Emergencial ajudou a reduzir o impacto negativo sobre a arrecadação. O benefício injetou R$ 10,7 bilhões na economia paranaense.
VÍDEOS: Boa Noite Paraná de quarta-feira, 13 de janeiro
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.