Maria Silvia Bastos Marques deixa o Goldman Sachs Brasil


Banco não anunciou substitutos para o cargo e diz que a condução a instituição no país será feita por um colegiado de seis executivos. Maria Silvia Bastos Marques, durante solenidade de posse como presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES),
Marcelo Camargo/Agência Brasil
vooiO banco Goldman Sachs comunicou nesta sexta-feira (11) que, após quase três anos, Maria Silvia Bastos Marques, presidente do Conselho Consultivo no Brasil, deixará a instituição no final deste ano.
O Goldman Sachs anunciou nesta sexta-feira (11) que Maria Silvia Bastos Marques, presidente do Conselho Consultivo no Brasil, deixará o banco no final de 2020.
O banco não anunciou substitutos para o cargo e diz que a condução a instituição no país será feita por um colegiado de seis executivos, responsáveis pelas áreas de Banco de Investimentos, mesas de Renda Fixa e Variável, além de departamento jurídico.
“Maria Silvia, que ingressou no Goldman Sachs Brasil como presidente e CEO, ajudou a firmar, durante um período de mudanças significativas, a sólida posição do banco no país. Sua colaboração foi essencial para aprofundar nosso relacionamento com clientes, bem como para abrir novas frentes de negócios. Foi também uma grande mentora para nosso time no Brasil”, diz o banco em nota.
Maria Silva é formada em Administração Pública e doutora em Economia pela Fundação Getúlio Vargas.
O Goldman Sachs havia nomeado Maria Silvia como presidente e executiva-chefe (CEO) do banco no país em fevereiro de 2018, no lugar de Paulo Leme, que trabalhou no Goldman Sachs por 25 anos e seguiu para aposentadoria.
Ela assumiu o cargo em abril, respondendo a Gonzalo Garcia e Ram Sundaram, corresponsáveis pelas operações do Goldman Sachs na América Latina. “Os seus conhecimentos do mercado e contatos locais nos ajudarão a expandir os negócios e aumentar a conectividade entre clientes nacionais e internacionais”, disse Garcia à época.
Maria Silvia Bastos pede demissão da presidência do BNDES
Antes do Goldman, Maria Silvia foi presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ela deixou o cargo em junho de 2017, após enfrentar a resistência de uma ala do governo Michel Temer, insatisfeita com o endurecimento das exigências do banco para conceder empréstimos.
Ainda no poder público, foi também secretária de Fazenda da cidade do Rio de Janeiro e presidente do Comitê Olímpico da Rio 2016.
Também atuou nos conselhos consultivos da Petrobras e a Vale, além de presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), do Instituto Brasileiro do Aço e da Icatu Seguros, além de sócia da MS & CR2 Finanças Corporativas.
00:00 / 07:53
VÍDEOS: Últimas notícias de Economia
d
Adicionar aos favoritos o Link permanente.