Marinha lança segundo submarino de programa de defesa orçado em R$ 37 bilhões

O presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia. O submarino tem 71 metros de comprimento e 1.850 toneladas, com capacidade para receber até 35 militares. Marinha inaugura mais um submarino que vai ajudar a proteger a costa brasileira
A Marinha lançou nesta sexta-feira (11), no Rio, o segundo de cinco submarinos que vão se incorporar à frota que ajuda a proteger a costa brasileira.
Foram dois anos de construção. A Marinha inaugurou nesta sexta o Humaitá, a segunda embarcação entregue pelo Programa Nacional de Desenvolvimento de Submarinos.
O presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia. São 71 metros de comprimento e 1.850 toneladas, com capacidade para receber até 35 militares.
“Os novos submarinos irão compor a nossa força naval. Todos eles serão incorporados à nossa força submarina, e que irá, sobretudo, fazer a manutenção da soberania do país na nossa Amazônia Azul”, disse o contra-almirante Celso Koga, gerente do Prosub.
Quando estiver operacional, o Humaitá poderá passar até 70 dias em alto mar, dez dias a mais do que a autonomia dos submarinos da atual esquadra. A previsão é de que ele seja utilizado pela Marinha a partir de 2022. Até lá, os sistemas da embarcação vão passar por testes.
O projeto, lançado em 2008, prevê investimentos de R$ 37 bilhões para a renovação da esquadra da Marinha brasileira. Os submarinos atuais serão substituídos por novos, que estão sendo construídos no complexo militar de Itaguaí, na Baixada Fluminense, com tecnologia francesa; são quatro convencionais, movidos a diesel, e um submarino nuclear previsto para ficar pronto em 2031. A previsão é que, a partir de 2021, o primeiro deles comece a mergulhar nos quase 11 mil quilômetros de costa brasileira.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.