Menino de 2 anos é fã de coletores de lixo e realiza sonha ao tirar foto no caminhão da coleta


Felipe conheceu os ‘ídolos’ durante entrega da bonificação de Natal, no Jardim Bela Vista em Bauru (SP). Segundo a mãe, criança senta na frente de casa para ver o caminhão chegar. Menino de 2 anos tirou foto dentro de caminhão de lixo em Bauru
Arquivo pessoal/Camila Martins
Os coletores de lixo de Bauru (SP) receberam uma “bonificação extra” quando passaram para receber a caixinha de fim de ano na casa do pequeno Felipe Martins Peres Marcomini. Além do dinheiro arrecadado, os trabalhadores receberam o carinho de um “fã”.
Apaixonado pelo caminhão do lixo, o menino de 2 anos e sete meses fez uma festa ao conhecer os trabalhadores que tanto admira na última terça-feira (15).
Camila Martins contou ao G1 que o filho costuma sentar na frente de casa, no Jardim Bela Vista, todas as vezes para ver o caminhão de lixo passar e se refere aos coletores como seus “amiguinhos”.
Felipe senta na frente de casa para ver o caminhão do lixo passar em Bauru
Arquivo pessoal/Camila Martins
“Os coletores atrasaram porque começaram a coletar a bonificação de Natal, então passou um pouquinho tarde, mas o Felipe não dormiu. Ele colocou a cadeirinha ali fora e ficou esperando os amiguinhos passarem”, lembra Camila.
Na hora que o caminhão chegou, Felipe conheceu os trabalhadores e aproveitou para tirar fotos com eles. Além disso, o menino foi convidado a subir na cabine do veículo, junto com seu caminhão de brinquedo.
Felipe é apaixonado pelo caminhão do lixo e tirou foto com os coletores em Bauru
Arquivo pessoal/Camila Martins
Segundo a mãe, Felipe é muito novo para saber o que quer ser quando crescer, mas ele costuma brincar de coletor dentro de casa e juntar almofadas no sofá, falando que vai colocá-las no caminhão de lixo. “Ele é apaixonado por isso. Ele fala que ele vai recolher igual os amiguinhos”, explica a mãe.
Camila contou que, além da “foto com o fã”, a família deu a bonificação em dinheiro aos coletores e também vai comprar panetones para eles no Natal.
“A gente sente gratidão e surpresa, porque a gente nunca falou sobre isso com o Felipe, o caminhão passava e ele via. É bonito ver o gesto de uma criança, tão bonito, sem a gente falar nada. Vem da cabecinha deles mesmo”, comenta Camila.
*Sob supervisão de Mariana Bonora.
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Veja mais notícias do centro-oeste paulista:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.