Ministério da Saúde agora diz que a vacinação no Brasil começa em fevereiro

Durante a divulgação do plano nacional de vacinação contra a Covid-19, nesta quarta-feira, 16, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que a campanha em todo o Brasil começará em fevereiro de 2021. O anúncio contradisse as duas estimativas anteriores do general do Exército, que já havia previsto o começo da imunização da população brasileira para março de 2021 e, depois, dezembro de 2020. Pazuello também indicou que os estados não terão autonomia. Em São Paulo, o governador Joao Doria (PSDB) vem propagando que a vacinação terá início em janeiro do ano que vem. A estratégia planejada pelo governo incluiu a Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, entres as vacinas que poderão ser disponibilizadas à população.

“Se nós conseguirmos manter o planejado do Butantan e da Fiocruz de apresentar a fase 3 dos estudos e toda a documentação da fase 1 e 2 ainda em dezembro à Anvisa e solicitar o registro, nós teremos aí janeiro para análise da Anvisa e, possivelmente, em meados de fevereiro para frente nós estejamos com estas vacinas recebidas e registradas para iniciar o plano”, declarou o ministro, que ainda falou para os brasileiros “controlarem a angústia” durante a pandemia. “No Brasil, nós praticamente ainda não temos vacina em quantidade considerável para iniciar qualquer plano. Precisamos produzir mais, precisamos ter a capacidade de controlar a angústia para passarmos esses 45, 60 dias a partir de agora, que serão fundamentais, para que sejam feitos os registros, sejam produzidas as vacinas, para que nós iniciemos a grande campanha de vacinação.”

Sob o argumento de não querer vender ilusões ao povo, Pazuello não estabeleceu uma data, apesar de prever para fevereiro o início da campanha. “Estados e municípios estão aí, com dificuldade até hoje de comprovar suas ações, porque às vezes as coisas não se concretizam. A partir da vacina registrada, segura e eficaz, garantida pela Anvisa e recebida em cinco dias nós iniciaremos.”

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.