Mortes de idosos por Covid em asilos do interior de SP preocupam autoridades


Em Itapeva (SP), no Lar Vicentino, 70 idosos já foram infectados pela Covid-19. Na unidade, 15 morreram por complicações da doença. Número de casos e de mortes por Covid em asilos de São Paulo preocupa autoridades
Os casos de Covid-19 em asilos no interior de SP estão preocupando as equipes de saúde dos municípios.
No Lar Vicentino, em Itapeva (SP), 70 idosos foram infectados pela Covid-19, sendo que 15 deles morreram em decorrência da doença.
A Secretaria municipal de Saúde disponibilizou uma equipe formada por médicos, enfermeiros e fisioterapeutas que trabalham dentro do asilo. Os idosos foram separados entre assintomáticos, suspeitos e confirmados e quem pegou o vírus já começa a receber o tratamento.
Confira os números da pandemia de Covid-19 na região de Itapetininga
A prefeitura também informou que testes são realizados todas as semanas e os contaminados só são transferidos para hospitais em casos mais graves.
Lar Vicentino em Itapeva (SP)
Prefeitura de Itapeva/Divulgação
Atualmente, 12 idosos estão isolados enquanto aguardam o resultado dos exames para detectar o vírus. Dois foram transferidos e seguem internados na Santa Casa da cidade.
O promotor Lúcio Camargo, de Itapeva, disse à TV TEM que os números de mortes em asilos reflete, também, a falta de cuidados básicos da população para se prevenir contra a doença.
O promotor entrou com 35 ações contra pessoas contaminadas que não respeitaram o isolamento social no município.
“A situação do Lar Vicentino reflete a situação do município. Infelizmente temos um maior número de contaminados no município todo. O vírus está presente, está circulando , por isso, cabe à população tomar as precauções para conter o avanço”, conta.
Em Tupã, no centro-oeste do estado, os internos de um asilo também foram transferidos para outro prédio depois da morte de 15 idosos.
Segundo a prefeitura, 50 pessoas, entre elas idosos e funcionários, foram contaminadas.
Já em Campinas (SP), 78 idosos morreram em abrigos até o mês de setembro. Em Piracicaba (SP), foram 54 óbitos em abrigos e lares para pessoas da terceira idade.
Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
Initial plugin text
VÍDEOS: confira mais reportagens da região
Adicionar aos favoritos o Link permanente.