Mostra ‘Brasília Museu Aberto’ começa com projeções no Congresso Nacional


Exposição terá ainda outdoors eletrônicos espalhados pelo DF. Evento é homenagem aos 60 anos da capital do país. Painel de LED com imagem da Catedral de Brasília
Alex Flemming
Projeções no Congresso Nacional, nesta quinta-feira (17), trazem cenas do filme “as Quatro Visões do Planalto Central do Brasil”, do cineasta Ronaldo Duque. A iniciativa marca o início da mostra “Brasília Museu Aberto”, que também vai iluminar o Distrito Federal com painéis de LED, também conhecidos como outdoors eletrônicos, até o dia 17 de janeiro de 2021 (veja detalhes abaixo).
53º Festival de Cinema de Brasília vai até 20 de dezembro, com transmissão pela TV e internet
Exposição ocupa paradas de ônibus no DF com fotos históricas de pioneiros negros
Os prédios da Câmara e do Senado recebem as imagens até às 23h. As cenas projetadas mostram o período antes da construção da capital federal até os dias atuais, em uma homenagem aos 60 anos de Brasília. A ação foi organizada pelo artista Ronaldo Duque e pela organização da mostra.
Operário chegando no DF para a construção da nova capital do país
Ake Borglund/ acervo Mercedes Urquiza
Exposição ‘Brasília Museu Aberto’
“Brasília Museu Aberto” é resultado da adaptação da exposição “Brasília – da Utopia à Capital”, que seria montada no Salão Negro do Congresso Nacional em abril, como homenagem aos 60 anos da capital.
Por conta da pandemia da Covid-19, os organizadores mudaram a forma de mostrar as obras, assim como rebatizaram o evento. No novo projeto, pinturas, esculturas e desenhos serão exibidos em painéis de LED nos seguintes locais:
Aeroporto JK
EPTG, na altura da CEB, no sentido Plano Piloto
Entrada do Park Shopping
L2 Sul, na altura da quadra 608
Pontão do Lago Sul
“A ideia é ressignificar o espaço público transformando a cidade em um grande museu a céu aberto”, diz Danielle Athayde, curadora do projeto.
O conteúdo da exposição “Brasília Museu Aberto” também ficará disponível nas redes sociais e na internet. Como parte da programação, serão realizadas palestras virtuais e o lançamento de um e-book sobre temas da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), tudo com acesso gratuito (saiba mais abaixo).
O evento é realizado pelas empresas Artetude Cultural e Alúmi Out Of Home, e do acervo Coleção Brasília. O Serviço Social da Indústria (Sesi) é o patrocinador da inciativa.
Brasília completa 60 anos
E-book e palestras
O livro digital, que carrega o mesmo nome da exposição, estará disponível, de graça, a partir desta sexta-feira (18), no site da mostra. A obra traz um material pedagógico inspirado na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.
Já as palestras pretendem mobilizar para uma discussão virtual sobre temas como meio ambiente, memória e patrimônio histórico e cultural brasileiro. As atividades são gratuitas e serão transmitidas ao vivo pelo canal da mostra no YouTube.
Veja abaixo as palestras programadas:
18 de dezembro, às 15h
“A importância do Cerrado como Patrimônio Nacional”, com professora Rosângela Azevedo Corrêa da UnB
22 de dezembro, às 17h
“SesiLab – Arte Ciência e Ressignificação”, com o arquiteto Gustavo Penna
15 de janeiro, às 16h
“Patrimônio e Mídias Digitais: estratégias de preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro”, com Ariadne Ketini Costa de Alcântara, consultora de Projetos da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI)
Programe-se
Exposição ‘Brasília Museu Aberto’
Data: de 18 de dezembro a 17 de janeiro
Onde: obras expostas nos outdoors eletrônicos espalhados no DF, no Instagram e no site da exposição
Projeções no Congresso Nacional: quinta-feira (17), das 19h às 23h
Veja o que fazer em Brasília no G1 DF.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.