Não tem como o Brasil avançar se continuarmos com interferências no STF, Paulo Alceu comenta

Em um livro recém-lançado, o ministro Luís Roberto Barroso traz informações sobre os bastidores da votação que julgou a prisão em segunda instância.

Na obra, o ministro fala sobre como alguns magistrados mudaram suas perspectivas e julgamentos sobre a ação depois de cederem a pressões externas.

Confira o comentário do colunista Paulo Alceu sobre o tema.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.