Natal cai nove posições e tem 40º maior PIB entre municípios brasileiros


Com R$ 23,8 bilhões, capital potiguar tem o sexto maior PIB entre os municípios da região Nordeste. Entre as capitais do Nordeste, Natal ocupa o quinto lugar
Diego Simonetti/Blog do Major
Natal perdeu nove posições no ranking do Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios entre 2017 e 2018. Com R$ 23,8 bilhões, a capital potiguar tem o 40º maior PIB do país – em 2017, ocupava o 31º lugar. O levantamento foi elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema).
Entre os 100 maiores PIBs municipais, apenas Natal representa o Rio Grande do Norte no ranking. O PIB natalense corresponde a 0,34% de tudo que municípios brasileiros produzem.
Das capitais do Nordeste, Fortaleza (R$ 67 bilhões), Salvador (R$ 63 bilhões), Recife (R$ 52 bilhões) e São Luís (R$ 33 bilhões) superam Natal.
Camaçari, na Bahia, com R$ 23.822 bilhões, também está à frente da capital potiguar, que tem o sexto maior PIB entre os municípios da região Nordeste.
O Produto Interno Bruto (PIB) é o total de bens e serviços finais de um país, estado ou município. Também pode ser explicado como a soma dos valores adicionados pelas diversas atividades econômicas acrescida dos impostos sobre produtos e serviços.
Os 167 municípios potiguares juntos somaram R$ 66,9 bilhões de PIB.
Mais números
Mossoró (R$ 6,5 bilhões), na 23ª posição, e Parnamirim (R$ 5,1 bilhões), na 28ª, estão entre os 30 maiores PIBs do Nordeste.
O Rio Grande do Norte tem cinco municípios entre os 30 menores PIBs da região: Viçosa (R$ 17,2 milhões) é o terceiro menor; João Dias (R$ 21,6 milhões), o 11º; Monte das Gameleiras (R$ 24,5 milhões) fica em 24º lugar; Francisco Dantas (R$ 25,1 milhões), em 28º; e Taboleiro Grande (R$ 25,5 milhões), na 29ª posição.
Natal, Mossoró, Parnamirim, Macaíba e São Gonçalo do Amarante são responsáveis por 57,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Norte.
Em valores absolutos, os municípios com cinco maiores PIBs geraram R$ 38,5 bilhões em 2018. O grupo também concentra 46,2% da população potiguar.
RascunhoRascunho
Adicionar aos favoritos o Link permanente.