‘Parece que tudo o que fizemos foi em vão’, diz secretária de Saúde de Cedro do Abaté pós confirmar dois primeiros casos; um está em investigação


Cássia Maria dos Santos informou nesta segunda (14) que os pacientes estão em casa e pegaram a doença de visitantes de fora do município; decreto com medidas de restrição foi publicado. Com 6,9 milhões de infectados, vírus chegou a todas as cidades do país nove meses após o 1º paciente ser diagnosticado. Última cidade do país sem Covid-19, Cedro do Abaeté tem 2 casos confirmados
Após dois casos confirmados de Covid-19 em Cedro do Abaeté (MG), última cidade do país que não tinha pessoas com a doença, a Prefeitura publicou um decreto em que restringe atividades comerciais. Em entrevista ao G1 nesta segunda-feira (14), a secretária municipal de Saúde, Cássia Maria dos Santos, disse que está “decepcionada, triste, com sensação de impotência” e informou que o município já tem mais um caso de coronavírus em investigação.
Para a reportagem, a secretária informou sobre o perfil dos pacientes que tiveram o diagnóstico positivo. Nenhum deles contraiu a doença na cidade. De acordo com a secretária, o homem de 37 anos e o outro de 53, receberam visitas. Cássia Maria ainda destacou a preocupação em relação a propagação do vírus no município.
“Nossa população é 70% idosa. Se o vírus começar a se espalhar vai virar um caos isso aqui. Estou muito preocupada, temos idosos que moram sozinhos, que não tem ninguém para cuidar,” desabafou.
A confirmação do diagnóstico dos pacientes ocorreu nove meses após o primeiro registro da doença no país e em momento de alta no número de casos – que já beiram os 6,9 milhões – e mortes – que se passam dos 180 mil.
Localizada na região Central de Minas, a cidade de Cedro do Abaeté tem 1.157 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e não conta com hospital e nem Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Conforme Cássia, a cidade conta um Posto de Saúde da Família (PSF). Para serviços hospitalares, a população é direcionada ao município de Abaeté.
Onde fica Cedro do Abaeté
G1
Covid no Brasil
Conforme o consórcio de veículos de imprensa, a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, foram consolidados pela última vez às 20h de domingo (13).
O país registrou 276 mortes pela Covid-19 em 24 horas, chegando ao total de 181.419 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 637. A variação foi de +23% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.
Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 6.901.990 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 21.395 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 42.721 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de +20% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta também nos diagnósticos.
Dezoito estados e o Distrito Federal apresentaram alta na média móvel de mortes: PR, RS, SC, ES, MG, SP, DF, MS, MT, AC, AP, RO, RR, TO, AL, BA, PB, PE, e RN.
A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás não registrou novos dados em 24 horas. Em nota, ela afirmou que a infraestrutura foi danificado por pane elétrica causada por chuvas na última semana, e que trabalha para o restabelecimento dos sistemas.
Casos positivos em Centro do Abaeté
De acordo com a secretária Municipal de Saúde, até esta segunda-feira (14), Cedro do Abaeté tem dois casos de Covid-19 confirmados, que foram notificados ao Estado e divulgados no boletim diário da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG) de domingo.
Ao G1, Cássia Santos contou que os casos positivos se referem a dois homens, de 37 e 53 anos. Além disso, informou que agora o município também está com um caso suspeito, que foi testado e aguarda o resultado, que deve sair ainda na tarde desta segunda-feira. Contudo, não foram repassados mais detalhes do perfil deste paciente.
“O paciente de 53 anos está se recuperando, mas segue o isolamento domiciliar de 14 dias, que se encerra nesta segunda. Ele não teve sintomas, estava assintomático. O segundo paciente, de 37 anos, também está em isolamento domiciliar, o prazo de 14 dias do isolamento dele termina amanhã (15)”, acrescentou.
Sobre a forma que os casos positivos chegaram à cidade, a secretária de Saúde apenas disse que os pacientes receberam visitas de outras cidades.
Decreto
Na última quinta-feira (11), quando a Prefeitura de Cedro do Abaeté já sabia os resultados positivos da doença, mas ainda não tinha sido oficializado pelo governo de Minas, o Município publicou um decreto que restringe horários das atividades comerciais na cidade.
Cássia destacou que até a notificação dos casos, o município estava na chamada “Onda Verde”, menos restritiva do programa “Minas Consciente”. Entretanto, após a positivação dos casos, a cidade regrediu para a “Onda Amarela” conforme avaliação semanal divulgada pelo governo estadual. Por esta razão, foram adotadas medidas de restrição, como redução de horário de funcionamento dos bares, dos armazéns e proibição de aglomeração de pessoas nas praças da cidade.
“Hoje novamente vamos ter uma reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 e vamos reforçar que as pessoas precisam cumprir as regras do decreto. Temos representantes do Conselho Tutelar que vão nos ajudar porque percebemos muitos jovens, adolescentes na praça. Se não pode ir para a escola também não deveriam ir para a praça. Então, vamos tratar sobre isso na reunião, falar também o fato de que o decreto não está sendo cumprido como deveria. Temos bares funcionando após os horários determinados, atendendo sem máscara. A população precisa colaborar neste momento”, ressaltou.
“Sensação de impotência”
Para a secretária, o sentimento de tristeza com a confirmação dos casos no município é inevitável.
“Eu fico muito triste. Foram mais de nove meses desde o início da pandemia no país, em março, sem o vírus aqui. A vacina está para chegar a qualquer hora e eu estava esperançosa que a vacina iria sair antes de termos casos. Trabalhamos para isso, a gente preparou a nossa população para isso, falamos, batemos na mesma tecla, pedimos. Funcionários da prefeitura orientaram, uma bicicleta de som rodou a cidade inteira fazendo o alerta nestes últimos meses, rodando de manhã e à tarde. Pedimos às famílias que saíssem só se houvesse necessidade. Parece que tudo o que fizemos foi em vão, ficamos com sensação de impotência muito grande,” desabafou Cássia.
Gravação em Cedro do Abaeté alerta moradores sobre a prevenção à Covid-19
A cidade não tem hospital e, para seguir tentando evitar o contágio, a secretária contou que as medidas sanitárias foram reforçadas desde março e seguem sendo adotadas.
A começar pela contratação de médicos especialistas que desde o início da pandemia, atendem na cidade para evitar o deslocamento da população. Antes, as especialidades eram oferecidas em Abaeté, que tem 23 mil habitantes e fica a 35 quilômetros de Cedro, em um trajeto feito pela BR-352.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.