Pela primeira vez, Corpo de Bombeiros de Minas promove mulher por ato de bravura

A cabo Annie Caroline Praça Arcanjo agora é 3º sargento. Ela resgatou seis pessoas que se protegeram no terraço de uma casa durante a enchente no início de 2020 que atingiu Raposos, na Grande BH. Pela primeira vez, Corpo de Bombeiros de Minas promove mulher por ato de bravura
Pela primeira vez em quase em 110 anos de história, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais promoveu uma mulher por ato de bravura.
Uma foto é o único registro do dia do resgate, 24 de janeiro, e ela foi fundamental para mostrar a gravidade da situação que Annie enfrentou: alagamento, cobra e risco de choque.
A enchente do início de 2020 destruiu quase tudo em Raposos, na Grande BH. As ruas viraram rios. Marcilene e a família estavam ilhadas.
“Começamos a pedir por socorro, pedindo por socorro, socorro”, relembra Marcilene Coelho Costa.
Annie estava de folga, mas não pensou duas vezes. Com a ajuda do pai, que também é dos Bombeiros, correu para a região alagada. A atitude rendeu a promoção. A cabo Annie Caroline Praça Arcanjo agora é 3º sargento do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.
“Fui reconhecida. Sou mulher, sabe, tanto tempo na corporação e isso… Foi um marco para que venham as segundas, as terceiras, as quartas. Ser promovida por ato de bravura, sabe, foi incrível”, comemora Annie.
“Isso já me deu muito orgulho, hoje eu me inspiro nela, na garra que ela teve, na coragem que ela teve”, diz José Felipe Arcanjo, capitão da reserva dos Bombeiros, pai de Annie.
A correnteza chegou até as casas que ficaram praticamente cobertas. A então cabo Annie resgatou seis pessoas que se protegeram no terraço de uma casa.
Foi a família de seu Sérgio que emprestou o colchão inflável que Annie usou no resgate.
“Foi usado para salvar vidas. E a coragem da menina também”, disse.
Coragem que é essencial no trabalho de Annie:
“Se eu pudesse, faria de novo, de novo e de novo para quantas pessoas puder. Estou vestindo esta farda para isso”.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.