Polícia Federal desarticula grupo criminoso investigado por corrupção em Itaituba e Santarém

O grupo é investigado pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, violação de sigilo funcional, advocacia administrativa e associação criminosa. PF cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em Itaituba, Santarém e São Paulo
A Polícia Federal desarticulou um grupo criminoso investigado por crimes de corrupção e associação criminosa nos municípios de Itaituba e Santarém, no Pará e em São Paulo.
De acordo com a PF, durante a operação foram cumpridos dois mandados de prisão temporárias e sete mandados de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Itaituba.
O grupo criminoso é investigado pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, violação de sigilo funcional, advocacia administrativa e associação criminosa.
Segundo a PF, durante as investigações, foi constatado que um servidor público federal teria recebido pelo menos R$150 mil de garimpeiros da região de Itaituba, como forma de garantir o resguardo de eventuais ações policiais.
Ainda segundo a PF, o repasse dos valores era intermediado por um lobista dos mineradores, que também repassava as informações obtidas por meio do servidor público para terceiros.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.