População que deixou as compras de natal para a última hora deve continuar cuidados contra Covid-19

Na próxima semana uma das datas mais esperadas do calendário será comemorada, o Natal. Em 2020, além da típica preocupação com as compras, a população deve se atentar aos cuidados para não disseminação do novo Coronavírus. A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Saúde, informa que alguns cuidados devem ser essenciais ao realizar as compras, especialmente nestes últimos dias que antecedem a data, que podem ter mais aglomeração de pessoas.

As máscaras devem ser usadas durante todo o período fora de casa, ela funciona como um filtro e dificulta a infecção pelo vírus. Além disto, é preciso sempre higienizar as mãos e evitar tocar muito nos produtos. Ao entrar no estabelecimento a população deve se atentar se os funcionários estão todos usando máscaras e se há disposição de álcool gel ou líquido no local. Caso alguma dessas exigências, bem como o distanciamento não esteja sendo seguido é possível denunciar o local por meio do link: https://covidometrofloripa.com.br/, na aba “denúncias Vigilância Sanitária”.

Manter o distanciamento entre outras pessoas dentro do local também é outra medida importante. Os estabelecimentos devem manter o distanciamento de 1,5 metros entre os clientes em filas, por exemplo. A permanência pelo menor tempo possível dentro das lojas também é recomendada e diminui os riscos de contaminação. A orientação é que se possível os produtos já sejam pesquisados com antecedência e que o cliente vá objetivamente comprar o que deseja.

A administração municipal orienta ainda que, se for possível, a população busque horários de menor fluxo, assim evitando que haja muitas pessoas em um só local ao mesmo tempo.

Vigilância orienta Shoppings

No último fim de semana, a Vigilância Sanitária de Florianópolis fez ação preventiva em todos os shoppings da Capital notificando e orientando os locais sobre as regras para não disseminação do novo Coronavírus. As orientações são preventivas e tiram possíveis dúvidas dos comerciantes.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.