Por 80 a 0, PSB decide não apoiar Arthur Lira na Câmara

O Diretório Nacional do PSB decidiu por unanimidade no início da noite desta sexta que sua bancada de deputados não irá apoiar qualquer candidatura a presidente da Câmara que esteja associada ao Palácio do Planalto.

Decisão que exclui qualquer chance de apoio a Arthur Lira, com quem alguns deputados da sigla vinham flertando abertamente. O candidato de Bolsonaro perde, com a decisão desta sexta, 31 votos.

O placar contra a aproximação com Lira foi de 80 a 0. Acachapante. “É inadmissível (o apoio a um candidato do Planalto)”, disse o líder da legenda, Alessandro Molon (RJ).

O presidente da sigla, Carlos Siqueira, deu uma declaração que não autoriza a adesão ao candidato governista. “A principal contradição que vivemos hoje é entre a democracia e o autoritarismo”, disse.

A esquerda do partido bateu forte, casos do ex-senador João Capiberibe (AP) e da deputada Lídice da Mata (BA). Também atacaram a aproximação com o candidato do PP o ex-governador Rodrigo Rollemberg, do Distrito Federal, e o ex-deputado federal Beto Albuquerque (RS).

Continua após a publicidade

Adicionar aos favoritos o Link permanente.