Poste da rede elétrica está instalado no meio da avenida que será o anel viário de Palmas


Trecho está sendo asfaltado mesmo com o poste no meio da obra. Governo disse que solicitou a retirada da estrutura, mas ainda não foi atendido pela concessionária de energia. Poste no meio da NS-10 aumenta os riscos de acidente de trânsito na região
A segunda parte do anel viário de Palmas está sendo construída na região norte da cidade e um detalhe tem chamado a atenção de quem passa pela região. É que tem um poste no meio da pista que está recebendo obras de terraplanagem e asfalto. O trecho oficialmente está bloqueado para o tráfego de veículos, mas já é motivo de preocupação.
A obra fica na NS-10, às margens na TO-010, no sentido de Lajeado. Quando estiver concluída, a avenida vai permitir que veículos cruzem a capital rapidamente sem precisarem passar pelas vias mais movimentadas da cidade.
O perito de trânsito José Carlos Rezende comentou a situação. “Se não fosse perigoso seria até engraçado, mas o que é importante é que a gente observa que o trecho aqui ainda está em obra e é um lugar fechado ao público externo”, comentou.
O trecho em obra está interditado com manilhas de concreto e placas, mas ainda assim tem gente que passa pelo local de moto, furando o bloqueio. O perito disse acreditar que o poste deverá ser retirado do local antes da inauguração, mas ainda assim é um serviço que precisará ser refeito porque pode causar inúmeros perigos aos usuários da via.
Poste está no meio de avenida
Reprodução/TV Anhanguera
“Desde você está fazendo uma ultrapassagem e não percebe que o poste está no local. Se ele estivesse em outra localidade dentro desse serviço a gente poderia dizer que teria uma sinalização específica para que fosse percebido pelos usuários da via, mas no local onde se encontra é percebendo que é um poste que foi colocado de forma recente, a gente entende que a concessionária vai retirar o poste do local”, explicou.
O que dizem os citados
A Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) informou que não possui competência para realizar qualquer intervenção na rede elétrica urbana. Afirmou que no dia 26 de outubro a concessionária de energia responsável foi notificada para realizar a realocação dos postes do local e reafirmou que o tráfego no local está interrompido, sendo liberado após a conclusão da pavimentação e retirada do poste.
A concessionária de energia elétrica do Tocantins, a Energisa, afirmou que está ciente e vem realizando as etapas para execução da obra. “Equipes técnicas já estiveram em campo nas fases de planejamento e mapeamento do local, etapas obrigatórias para esse tipo de serviço. Nesta segunda-feira (15), o projeto/orçamento foi aprovado pela Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) e o serviço programado para realização nos próximos dias”, diz nota.
A Energisa afirmou que todo o processo é regulado e vem acontecendo dentro do prazo predefinido pala Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.