Procon de Campina Grande adverte que cesta básica natalina está 30,8% mais caro em 2020


Comparação é com o preço do mesmo período de 2019. Valor pulou de R$ 465,64 para R$ 609,10. Preço da cesta básica natalina cresceu 30,8%
TV Paraíba/Reprodução
O Procon de Campina Grande divulgou nesta segunda-feira (14) uma pesquisa em que avalia quanto está custando na cidade a Cesta Básica com produtos natalinos. A conclusão é que o seu preço médio está custando em dezembro de 2020 R$ 609,10, o que equivale a um aumento de 30,8% com relação ao mesmo período de 2019. Naquela época, a cesta natalina custava em média R$ 465,64. 
Confira a íntegra da pesquisa no site da entidade.
Entre os produtos específicos da tradição natalina, um dos aumentos mais expressivos é o do bacalhau. E ele pode variar, a depender do local, em 203,12%. O quilo pode custar entre R$ 32,99 e R$ 100. Bem mais em conta está no quilo do peru temperado, que vai de R$ 20,89 a R$ 24,79.
Na categoria de frios, o quilo do queijo tipo prato apresentou maior variação de 201,32%, podendo haver diferença de R$ 44,09 a depender do estabelecimento comercial. O quilo do queijo tipo reino, por sua vez, pode ser encontrado a preços que vão de R$ 54,90 a R$ 89,90.
Outro produto bem procurado nesta época, o panetone de frutas (400 g), dependendo da marca, pode ser encontrado a preços que vão de R$ 3,49 a R$ 16,99.
Por fim, no grupo das bebidas, a sidra cereser (660 ml) está com variação de preços de R$ 9,99 a R$ 15,99 (60,06%) e a sidra cereser s/álcool (660 ml) com variação de 52,29%, com o produto podendo custar de R$ 10,50 a R$ 15,99.
Já com relação aos refrigerantes, a depender do sabor, a variação pode chegar a 76,70%.
Cesta Básica Regional
O Procon de Campina Grande analisou também o preço médio do período para a Cesta Básica Regional, que custou ao campinense um valor de R$ 626,75. Em comparação com o mês de novembro, cujo preço foi R$ 607,4 constata-se um aumento de R$ 19,35, ou seja, 3,2%. A coleta de dados ocorreu em 60 supermercados da cidade no período de 3 a 10 deste mês.
Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba
Adicionar aos favoritos o Link permanente.