Punição do Avaí a jogadores envolvidos na confusão em casa noturna dura 72h

Durou menos de uma semana o afastamento dos jogadores do Avaí, envolvidos em uma confusão em frente a uma casa noturna, no centro de Florianópolis (SC). Airton, Jonathan, Ralf e Ronaldo, que discutiram com “torcedores” na noite do último domingo (6), apesar de nota do clube informando uma punição, já estão liberados do “castigo”.

Ronaldo (de chuteiras pretas) durante treinamento do Avaí; jogador, punido na segunda-feira, entrou em campo na sexta e ajudou o Avaí a vencer a Ponte Preta – Foto: Avaí F.C/Divulgação

O técnico Claudinei Oliveira, que caiu de “paraquedas” no meio do turbilhão azurra, já deixou claro que não pode “punir o Avaí”.

“Eles foram punidos e me foi passado que poderiam voltar a jogar. Podemos punir o atleta, mas não podemos punir o Avaí. Foi cobrado deles”, comentou o técnico azurra, logo após a vitória sobre a Ponte Preta, em Campinas (SP).

Claudinei ainda explicou que a lista de atletas disponíveis para a viagem até São Paulo estava limitada. Argumentou que não poderia se dar ao luxo de, diante dos desfalques por lesão e suspensão no elenco, abrir mão dos jogadores.

“A gente trouxe 19 jogadores. Não tinha sentido eu viajar com menos, se fosse assim eu puniria o Avaí. O atleta sofreu a consequência administrativamente”.

Ralf, lesionado, não viajaria de qualquer modo. Jonathan, apesar de ter condições, foi deixado em Florianópolis por opção. Airton e Ronaldo, no entanto, viajaram.

O segundo, inclusive, entrou em campo na vaga de Gastón Rodriguez e, na avaliação do seu novo técnico, foi “muito bem”. Ronaldo, que ainda não marcou pelo Avaí, teve participação direta no gol da vitória, assinalado aos 47’ da segunda etapa, com o volante Leandrinho.

“O Ronaldo, por exemplo, entrou bem e teve participação no segundo gol. Tivemos esse entendimento, e eles sabem que é preciso ter momento para tudo”.

Próxima parada

O Avaí já está no Maranhão onde, na próxima terça-feira (15) entra em campo diante do Sampaio Corrêa, em mais uma “decisão” visando o acesso à Série A.

Lucas Frigeri, suspenso pelo terceiro amarelo, é desfalque certo. Foguinho, que teve uma estreia que durou 26 minutos, também é desfalque. Ele teve uma torção no joelho onde, nesta segunda-feira, deverá passar por uma ressonância magnética a fim de descobrir a gravidade da lesão.

Alemão, que cumpriu suspensão na última partida, volta a ficar a disposição.

O time treina nesta segunda-feira antes de entrar em regime de concentração até o duelo.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.