Putin tem escritório ‘dublê’ em cidade de praia, diz site


O presidente da Rússia teria construído em Sochi um gabinete idêntico ao de Moscou para fazer transmissões por vídeo de lá durante os meses da pandemia. Presidente russo, Vladimir Putin, se encontra com Alexander Bortnikov, chefe da agência de inteligência russa FSB, em junho, em um de seus escritórios
Alexey Nikolsky / Sputnik / AFP
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, construiu um clone de seu gabinete em Moscou na residência presidencial de Sochi, uma cidade no litoral do Mar Negro, onde os russos passam as férias, de acordo com o site Proekt.
De acordo com o site, o governo russo quer passar a ideia de que Putin está na capital, ou perto dela, para combater o vírus, e não em um resort.
O texto do Proekt foi escrito com base em informações de fontes anônimas. O jornal “The New York Times” não conseguiu verificar as provas que o site apresentou.
O presidente russo, Vladimir Putin, em videoconferência em agosto de 2020
Aleksey Nikolskyi/Sputnik/Kremlin via Reuters
Foram dados como evidências os registros dos voos em que Putin foi passageiro, que, aparentemente, contradizem os comunicados do governo sobre o paradeiro do presidente.
O governo russo negou o conteúdo do texto do Proekt.
Além da residência presidencial na cidade de Sochi, há uma na capital e outra nos arredores de Moscou.
Veja um vídeo em que Putin fala sobre a Sputnik V, a vacina contra o coronavírus desenvolvida na Rússia.
Putin anuncia vacina e diz que uma das filhas participou de testes: Funciona efetivamente
Antes da pandemia, era comum que Putin trabalhasse em Sochi, mas durante a pandemia sua agenda não mostra compromissos na cidade de balneário.
Aleksei Navalny, o mais famoso opositor de Putin, escreveu em uma rede social que a existência de um escritório duplicado é típica do presidente russo, que, segundo Navalny, diz mentiras até mesmo sobre coisas pequenas.
O porta-voz do governo, Dmitri Peskov, afirmou que o gabinete em Sochi não é idêntico ao de Moscou, e que o texto do site é parte de uma campanha contra o presidente russo.
“O presidente tem muitos escritórios e nenhum deles é idêntico [ao outro”, afirmou Peskov.
Os jornalistas que fazem a cobertura do Kremlin não veem Putin com frequência desde março, segundo o “New York Times”.
O presidente tem feito reuniões via transmissão, e, nessas ocasiões, o canal de TV estatal afirma que Putin está na residência nos arredores de Moscou, e não em Sochi.
Veja os vídeos mais assistidos do G1
Adicionar aos favoritos o Link permanente.