Saiba tudo sobre o maior farol do mundo construído com óleo de baleia

O destino, localizado em Laguna, está a 145 quilômetros de Florianópolis. 

Foi no ano de 1891 que o Farol de Santa Marta, em Laguna, ligou suas luzes pela primeira vez com a função de auxiliar os navegantes que passavam pelo Atlântico contornando a costa brasileira. Desde então, a construção segue cumprindo sua função náutica, mas também guiando turistas e visitantes para conhecer a história e as belezas naturais da região. 

Farol Santa Marta, em Laguna – Foto: Bismarck Medeiros Marinho

A construção foi projetada para ser vista a 34 quilômetros de distância a olho nu e entre 80 e 90 quilômetros por meio de equipamentos de navegação. Sua principal função é alertar a presença da Pedra – ou Parcel – do Campo Bom, uma formação rochosa conhecida popularmente como laje submarina que oferece riscos aos navegantes, além de formação de ondas imensas aos surfistas que buscam desafios maiores.

Por dentro do farol

A importância do farol em atividade é tão grande que bate alguns recordes. É considerado o maior das Américas e o terceiro do mundo em alcance de foco de luz, atingindo 46 milhas náuticas ou 85 quilômetros. 

Além disso, com 29 metros de altura e projetado por franceses, o Farol de Santa Marta é a maior estrutura do mundo construída inteiramente com óleo de baleia, uma mistura de argamassa para construção muito utilizada no período colonial. 

Sendo um equipamento de segurança náutica administrado pela Marinha do Brasil, o farol ainda possui alguns detalhes originais. Dentro, a escada em caracol com 142 degraus leva os faroleiros à torre, de onde são emitidos sinais luminosos branco e vermelho a cada 15 segundos que guiam, de fato, os navegantes de passagem. 

No entanto, para conhecer a parte interna da construção, é preciso agendar a visita na Capitania dos Portos que organiza pequenos grupos de visitantes. Na parte externa do farol, o acesso é liberado durante todos os dias, exceto à noite, onde é proibido a permanência no local. 

Como chegar?

O farol foi construído em um morro a 75 metros acima do nível do nível do mar,  localizado nas proximidades do centrinho do vilarejo local, conhecido como Vila do Farol, onde é possível ter uma vista panorâmica da região. O Farol de Santa Marta está a 20 quilômetros do Centro de Laguna. Para acessar o local é preciso passar pelo canal da Lagoa Santo Antônio, pela balsa e depois continuar via rodovia SC 100. 

Visitação de baleias francas

Visitação de baleias francas no litoral catarinense – Foto:  Carolina BezamatSCPar | Porto de Imbituba/Divulgação

De acordo com informações do Instituto Australis, as baleias francas chegam à costa catarinense num percurso que vai desde a Praia da Pinheira, em Palhoça, até o Cabo de Santa Marta, em Laguna.

Ao avistar uma baleia franca neste período, é possível notar a mãe expondo a enorme nadadeira peitoral quando vira de barriga para cima  ou a cauda quando está um pouco mais afastada da zona de arrebentação, uma vez que são necessários mergulhos mais profundos. É possível ainda visualizar os impressionantes saltos fora d´água, realizados mais frequentemente pelos filhotes. 

A temporada reprodutiva das baleias francas no Brasil é de julho a novembro, com pico de ocorrência em setembro, mas o melhor período para observação é entre a segunda quinzena de agosto e primeira quinzena de outubro. 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.