Santa Catarina prepara mudanças na Matriz de Risco da Covid-19

O Mapa da Matriz de Risco da Covid-19 passará por mudanças na metodologia de monitoramento, por conta do aumento da velocidade do contágio em Santa Catarina. O assunto foi discutido durante reunião realizada pelo Coes (Centro de Operações de Emergência em Saúde), na tarde desta quarta-feira (16). Sendo assim, a atualização será publicada apenas na sexta (18).

Centro Administrativo do Governo de SC

Santa Catarina prepara mudanças na Matriz de Risco da Covid-19 – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Arquivo/Secom/ND

Essa “recalibragem” realizada pelo Coes, também é necessária por conta da falta de sensibilidade da matriz em captar o atual aumento de casos no Estado.

Mesmo sem causar distorções nos números, a matriz não possuía todas as variáveis necessárias para captar os positivados. Assim como um reajuste na contagem de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) disponíveis em Santa Catarina.

Segundo a diretora da Vigilância em Saúde estadual, Raquel Bittencourt, o aumento da velocidade do contágio deve-se por conta de “aglomerações voluntárias, muitas visitas sendo recebidas em casa e festas clandestinas”, explica.

Dessa forma, o Mapa da Matriz de Risco da Covid-19 deve ser divulgado apenas na sexta-feira (18). A SES (Secretaria de Estado da Saúde) costumava atualizar a situação entre terça e quarta-feira, mas o tempo necessário para atualização obrigou o atraso.

Segundo o boletim divulgado pela SES, houve o aumento de 7.077 casos entre a última terça (15) e esta quarta (16), assim como o registro de mais 13 mortes, no mesmo período, em Santa Catarina. Foram registrados 442.624 casos confirmados e 4.517 mortes desde o início da pandemia.

Deste total, 411.490 pessoas (92,97%) já se recuperaram. Por fim, há 26.617 casos ativos em Santa Catarina, de acordo com os dados do Governo do Estado.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.