SC tem 5,5 mil novos casos da Covid-19 e 87% dos leitos de UTI lotados

No boletim epidemiológico desta quinta-feira (17), Santa Catarina chegou a 448.162 casos da Covid-19, somando mais 5.538 em 24h. Do total, são 416 mil pacientes recuperados, cerca de 92% do total.

Atualmente o Lacen soma um montante de 15 mil testes da Covid-19 em análise, o mais recente represamento – Foto: Divulgação/Secom Itajaí/ND

Além disso, foram 4.598 mortes registradas até então, com inclusão de 81 nesta atualização. O número é relativamente preocupante, e fica perto do recorde de óbitos em 24h, registrado no dia 8, com 91 vítimas.

A concentração de casos segue em Joinville, no Norte do Estado, que soma 38 mil casos até então. A cidade ultrapassou a capital nesta semana, que tem 1,6 mil casos a menos

Os municípios com mais casos de Covid-19 são:

  • Joinville: 38.986
  • Florianópolis: 37.298
  • Blumenau: 24.427
  • São José: 20.731
  • Criciúma: 17.035
  • Palhoça: 13.938
  • Balneário Camboriú: 13.768
  • Itajaí: 13.729
  • Chapecó: 12.416
  • Brusque: 11.665

Lacen tem 15 mil testes represados

O boletim desta quinta (17) também indica um número relativamente alto de testes represados. Atualmente, o Lacen (Laboratório Central) tem 15 mil amostras ainda em análise.

De acordo com a SES (Secretaria de Estado da Saúde), a explicação para isso é “a alta demanda de amostras e a dificuldade do cadastramento dos resultados no laboratório da Fiocruz Ceará – Fundação Oswaldo Cruz, o qual vem auxiliando Santa Catarina”.

Esta é o mais recente represamento de dados dos testes para Covid-19 desde o início da pandemia, o que impacta na demora para a divulgação dos resultados mais próximos às datas de coleta das amostras.

Um quinto dos hospitais está lotado

Atualmente, 1.284 dos 1.481 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede pública do Estado estão ocupados, deixando um índice de 87% de ocupação.

A lotação é distribuída entre 642 pacientes da Covid-19 e 652 pacientes com outras enfermidades, deixando 187 leitos ainda livres no Estado.

Contudo, 11 hospitais estão totalmente lotados, sem nenhum leito disponível, e outros 22 seguem com ocupação de 90% ou mais. Assim, o risco de entrarem em superlotação é maior, especialmente nas unidades que possuem uma oferta reduzida.

Dos 55 hospitais, 11 estão superlotados

  • Hospital de Caridade Bom Jesus dos Passos, em Laguna
  • Hospital Florianópolis
  • Hospital Governador Celso Ramos, em Florianópolis
  • Hospital Hélio Anjos Ortiz, em Curitibanos
  • Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis
  • Hospital Regional, em Araranguá
  • Hospital Regional Hans Dieter, em Joinville
  • Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê
  • Hospital São Donato, em Içara
  • Hospital Regional Helmuth Nass, em Biguaçu
  • Maternidade Darcy Vargas, em Joinville

Somente o Hospital Regional Helmuth Nass e a Maternidade Darcy Vargas não possuem pacientes da Covid-19. Se analisarmos somente a ocupação dos leitos especiais para o vírus, o número de unidades lotadas sobe de 11 para 21.

O indicativo é de que a Secretaria de Estado da Saúde atue para desafogar as unidades hospitalares, prorrogando alguns leitos, e habilitando outros, junto ao Ministério da Saúde. A medida anunciada prevê contemplar 116 leitos.

SC baixa no isolamento social

O comportamento dos catarinenses na quarta (16) gerou uma retração no índice de isolamento social, ficando em 35,1%, ante 35,8% de média nacional.

Os dados são da plataforma In Loco, que mapeia 1,5 milhão de catarinenses via smartphone.

No ranking de Estado, Santa Catarina fica na 20ª posição, enquanto em Acre (42%), Amazonas (39%) e Amapá (39%) lideram.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.