Seis paredões de som são apreendidos no 1° fim de semana de fiscalização mais rigorosa


Quatro bares e restaurantes foram notificados, e o ‘Pagode do Sigilo’, no Cambeba, foi autuado pela Agefis. Local já havia sido notificado outras duas vezes. Ação de combate à poluição sonora foi realizada em diversos bairros de Fortaleza neste fim de semana.
Divulgação/Agefis
No primeiro fim de semana do plano de fiscalização de aglomerações e eventos contrários ao decreto de isolamento social, seis paredões de som foram apreendidos e quatro bares e restaurantes notificados pelo não cumprimento das medidas preventivas à Covid-19, em Fortaleza. Na sexta-feira (11), a Polícia Militar encerrou o ‘Pagode do Sigilo’, que reunia 700 pessoas, no Bairro Cambeba. Dois organizadores foram presos.
De acordo com a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), o estabelecimento comercial já havia sido notificado outras duas vezes, em 22 de junho e em 5 de dezembro, também por descumprimento das medidas preventivas. Na ação, o responsável pelo local foi autuado e poderá pagar multa que varia de R$ 90 a R$ 14,4 mil.
Comércio poderá funcionar de 9h às 23h, e festas de fim de ano em barracas de praia, hotéis e restaurantes são proibidas no Ceará
Réveillon de Fortaleza ‘está totalmente descartado’, diz prefeito Roberto Cláudio
Segundo a Agefis, o local estava funcionando com serviços de bar e restaurante, e atendendo clientes sem oferecer segurança sanitária.
Os clientes estavam sem máscaras de proteção facial pelos clientes, e o local não adotou o uso de termômetro na recepção e não disponibilizou álcool em gel para quem estava lá, conforme a instituição.
Em agosto deste ano, uma equipe do G1 flagrou uma multidão no evento, com muitas pessoas bebendo, dançando e conversando, alheios às regras vigentes de distanciamento social. Uma equipe da PM foi lá para encerrar o evento e dispersar os presentes.
As ações de combate à poluição sonora foram realizadas nos bairros Granja Portugal, Quintino Cunha, Manuel Sátiro, Fátima, Demócrito Rocha e Pan Americano, e os flagrantes dos estabelecimentos que não cumpriam as medidas preventivas, no Cambeba, Antônio Bezerra, João XXIII e Conjunto Ceará. Um posto de gasolina, na Jacarecanga, foi autuado por funcionar sem licença ambiental.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.