Setor de serviços registra alta de 3,4% em Alagoas no mês de outubro, segundo o IBGE


Foi o quinto resultado positivo consecutivo registrado no estado nos últimos meses. Setor envolve atividades de maior participação no produto e no emprego no Brasil como comércio e serviços prestados. Alta no setor de serviços em Alagoas foi 3,4% no mês de outubro, aponta levantamento do IBGE
André Polvani/Divulgação
O setor de serviços em Alagoas cresceu 3,4% no mês de outubro. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e é resultado da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). Esse foi o quinto resultado positivo consecutivo registrado no estado nos últimos meses.
Os números sofrem variações que são consideradas pelo IBGE até dois meses após a divulgação da pesquisa. Assim, a queda de 1,3% registrada em agosto, por exemplo, foi revisada e agora o Instituto contabiliza um saldo positivo de 0,6%. A variação se deu porque muitas empresas ainda estavam fechadas e os valores informados eram diferentes.
Seguindo esse critério, a taxa do mês de outubro pode ser considerada o quinto resultado positivo consecutivo registrado no estado pelo IBGE. Veja abaixo mês a mês:
Junho: 3,7%
Julho: 8,2%
Agosto: 0,6% (deixou de ser negativo)
Setembro: 5,7%
Outubro: 3,4%
O setor de serviços é o de maior participação no produto e no emprego no Brasil e envolve diferentes ramos como comércio, serviços prestados, alimentação, instituições financeiras, transportes, entre outros.
Na comparação com o mesmo mês de 2019, o recuo do setor em Alagoas foi de 15,5%. No acumulado em 2020, frente a igual período do ano anterior, a queda no volume de serviços foi de 19%. Em doze meses, o volume de serviços caiu 16,6%.
No Brasil, o setor de serviços cresceu 1,7% na passagem de setembro para outubro, também o quinto resultado positivo consecutivo, acumulando ganho de 15,8% nesse período. O resultado, porém, ainda é insuficiente para compensar as perdas de 19,8% entre fevereiro e maio, geradas pela pandemia.
O volume de serviços prestados se encontra 16,6% abaixo do recorde histórico alcançado em novembro de 2014 e 6,1% inferior a fevereiro de 2020.
Veja os vídeos mais recentes do G1 AL
Veja mais notícias da região no G1 AL
Adicionar aos favoritos o Link permanente.