Surfista envolvido em batida que matou sargento da Marinha é liberado após audiência de custódia no Rio

Felipe Cesarano vai responder em liberdade. Ele afirmou que estava em uma reunião com amigos pouco antes da colisão – o exame de perícia apontou que a quantidade de álcool no sangue indicava que ele estava embriagado. O surfista de ondas grandes Felipe Cesareano vai responder em liberdade pelo envolvimento numa colisão que terminou com a morte de um sargento da Marinha na Zona Sul do Rio nesta quarta-feira (16). A decisão foi tomada numa audiência de custódia nesta quinta-feira.
Também nesta quinta, a polícia disse vai buscar informações sobre a festa onde estava o surfista antes da colisã.
Ele foi preso em flagrante na manhã desta quarta-feira (16) após provocar o acidente que causou a morte do sargento da Marinha, Diego Gomes da Silva.
Laudo do exame de alcoolemia do surfista, que matou sargento da Marinha em acidente, diz que ele ria e falava de forma repetitiva e confusa
“Gordo”, como o surfista é conhecido, disse aos policiais ter participado de uma festa pouco antes do acidente – o exame de perícia apontou que a quantidade de álcool no sangue indicava que ele estava embriagado no momento da colisão.
“Ele estaria numa reunião com amigos, onde estava havendo um grande consumo de bebidas e drogas. A investigação quer descobrir se isso é verdade ou não. Onde seria essa reunião, quem teria participado, se alguém estava promovendo esse evento, se ele de fato estava presente nessa festa e se realmente houve o consumo dessas substâncias horas antes dele matar o militar da Marinha no trânsito”, disse o delegado da 15ª DP (Gávea), Daniel Rosa.
Acidente ao perder controle do carro
O atleta dirigia o seu carro na Autoestrada Lagoa-Barra, sentido Zona Sul, quando causou o acidente. Segundo testemunhas, ele perdeu o controle do veículo, atravessou o canteiro central e bateu de frente com carro do sargento, que vinha em sentido contrário.
A vítima, que tinha 36 anos e estava de serviço, morreu na hora.
A Marinha informou que está prestando todo apoio à família do sargento. Ele será enterrado às 13h desta sexta-feira (18) no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência, Zona Oeste do Rio.
O RJ1 não conseguiu entrar em contato com os advogados do surfista.
Risos durante o exame
O laudo da análise do exame de alcoolemia feito no surfista de ondas grandes Felipe Cesarano revelou que o atleta ria e falava de forma repetitiva e confusa durante o procedimento.
“Indagado refere que estava em uma boate por volta de 5h e que agora seriam sete horas e está no IML (Instituto Médico Legal), mas não sabe pra que. Ri durante o exame, fala de forma repetitiva, confusa, refere que teria tomado só cerveja. Não consegue realizar as manobras do exame neurológico de forma adequada (andar pé ante pé, fazer o quatro, dedo/nariz)”, diz o laudo.
Cesarano sofreu ferimentos leves e recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros ainda na pista. Ele foi preso em flagrante e vai responder por homicídio culposo de trânsito.
Após o acidente, Felipe foi encaminhado à central de flagrantes da 12ª DP (Copacabana), onde o caso foi registrado, e de lá, seguiu para o presídio de Bangu. A investigação será concluída pela 15ª DP.
Ondas grandes
Um dos maiores especialistas em ondas grandes do Brasil, Felipe Cesarano chegou a ter uma onda sua usada numa tomada de imagens do filme “Jurassic World” em 2018.
Conhecido em Nazaré (cidade de Portugal famosa por suas ondas gigantes), o carioca costuma surfar ao lado de estrelas da modalidade, como Pedro Scooby.
Cesarano já concorreu ao Oscar de ondas gigantes da WSL. Após a prisão, Cesarano deletou a sua conta na rede social Instagram.
Confira nota enviada pela Polícia Civil:
O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana), que autuou em flagrante o surfista pelo crime de homicídio provocado por embriaguez ao volante. O exame de alcoolemia deu resultado positivo para embriaguez. O corpo da vítima, um militar da Marinha, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do Centro. As investigações vão prosseguir na 15ª DP (Gávea).
VÍDEOS: Os mais assistidos no G1 nos últimos dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.