Suspeitos de matar empresário de Rolândia são denunciados por latrocínio e porte ilegal de arma


Empresário chegava em casa após o trabalho quando ele e a família foram rendidos pelos suspeitos. Os dois homens estão presos desde início de dezembro. Suspeitos invadiram residência quando vítima chegava em casa, em Rolândia
Reprodução/RPC
Dois homens suspeitos de matar um empresário em uma tentativa de assalto em Rolândia, no norte do Paraná, foram denunciados pelo Ministério Público pelos crimes de latrocínio e porte ilegal de arma de fogo. Os dois estão presos desde o início do mês.
Luiz Carlos da Silva tinha 47 anos e era proprietário de uma lanchonete há mais de 20 anos na cidade. A esposa, Cleide Rodrigues dos Santos, contou que o marido chegava em casa do serviço em uma caminhonete quando os ladrões renderam a família no dia 4 de novembro.
Durante a ação criminosa, o empresário reagiu e foi atingido por disparos no corpo. Dois tiros perfuraram o pulmão. Ele foi socorrido, levado para um hospital, mas sofreu duas paradas cardiorrespiratórias e morreu.
Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que ele, a esposa e a filha, de 16 anos, foram rendidos pelos ladrões.
Segundo o delegado Bruno Rocha, os suspeitos, que tem 20 e 22 anos, são os que aparecem nas imagens. Um deles foi encontrado na casa de parentes em Rolândia e o outro estava em um bar em Jaguapitã.
A Polícia Civil não descarta a participação de um terceiro suspeito no crime.
“Segundo informações existe essa terceira pessoa, mas, como não conseguimos recuperar os celulares e os denunciados não falaram sobre essa pessoa, estamos dependentes de denúncias anônimas”, informou o delegado de Rolândia.
Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.