Tarifa que dá acesso a Morro de São Paulo volta a ser cobrada; veja quem tem direito a isenção


Cobrança de R$ 20 será feita no terminal hidroviário de Valença e no terminal marítimo de Salvador no momento da compra da passagem marítima para o destino turístico. Morro de São Paulo é um distrito de Cairu
Arquivo Pessoal
A Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUFA), que custa R$ 20, que dava acesso a Morro de São Paulo, um dos pontos turísticos mais famosos da Bahia, localizado na cidade de Cairu, baixo-sul do estado, vai voltar a ser cobrada no momento da compra da passagem, a partir de sábado (26), para evitar aglomerações nas filas.
Segundo a prefeitura, a cobrança será feita no terminal hidroviário de Valença e no terminal marítimo de Salvador no momento da compra da passagem marítima para o destino turístico.
De acordo com a prefeitura, a cobrança da tarifa encontrava-se suspensa desde o mês de março, quando as primeiras medidas preventivas ao coronavírus foram estabelecidas no município-arquipélago de Cairu.
A prefeitura informou que crianças menores de 5 anos e pessoas com mais de 60 anos não pagam. Terão direito à meia entrada, estudantes, pessoas com necessidades especiais e pessoas cadastrados em programas sociais de baixa renda, desde que comprovem tais condições.
Pesquisadores da fauna e flora do município também são isentos, mediante comprovação, assim como profissionais à trabalho no destino turístico.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Assista aos vídeos do Bahia Meio Dia
Adicionar aos favoritos o Link permanente.