Técnico Marcelo Veiga, Ex-JEC, morre de Covid-19 em São Paulo

O ex-jogador do JEC e técnico Marcelo Veiga morreu na tarde desta segunda-feira (14), aos 56 anos, vítima da Covid-19. O treinador estava intubado desde o 20 de novembro na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Bragança Paulista, em São Paulo.

Treinador no comando do Bragantino

Técnico Marcelo Veiga, Ex-JEC, morre por causa da Covid-19- Foto: Reprodução/Bragantino/ND

Nos tempos de jogador, Marcelo Veiga era mais conhecido pelo seu apelido: Ratão. O então lateral-esquerdo teve uma passagem pelo futebol de Santa Catarina, quando jogou pelo Joinville, ainda em 1997, vindo do Fortaleza.

Muito ligado ao Bragantino-SP, Veiga se tornou o treinador que mais comandou a equipe do interior paulista na história, com 516 partidas. Foram seis passagens entre 2004 e 2019 com os títulos da Série C de 2007 e da Série D de 2015.

O técnico comandava o São Bernardo desde o início de 2020 e levou a equipe às semifinais da Série A2 do Campeonato Paulista, perdendo o acesso para o São Bento. O treinador seguiu na equipe do ABC após o Estadual para a disputa da Copa Paulista.

Após a primeira rodada da competição, no dia 4 de novembro, o clube teve surto de covid-19 com mais de 20 funcionários infectados, incluindo Veiga.

O treinador então foi afastado e substituído pelo auxiliar Sérgio Ricardo. No dia 20, o técnico foi internado na UTI da Santa Casa de Bragança Paulista e entubado.

Além de Bragantino e São Bernardo, Veiga trabalhou em vários clubes paulistas, como Portuguesa, Francana, Paulista, São Caetano, Botafogo-SP, Guarani e Mogi Mirim; além de comandar o Ferroviário-CE, América-RN e Remo-PA fora do estado.

Clubes lamentaram a morte do treinador e enviaram forças à família. Confira:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.