Temporal causa alagamentos e destelhamentos na região de Blumenau

O temporal registrado na noite deste domingo (13) causou estragos no Vale do Itajaí. Casas foram destelhadas, ruas alagadas e árvores caíram.

Dados da Celesc apontam que ao menos 2.256 imóveis seguem sem energia elétrica na manhã desta segunda-feira (14) em virtude de danos em transformadores e na fiação.

A força do vento deixou um rastro de destruição por onde passou - Mara Fabiana/Reprodução
1
3

A força do vento deixou um rastro de destruição por onde passou – Mara Fabiana/Reprodução

Uma árvore caiu na rua XV de Novembro, no Centro de Blumenau - Soldado Edoni/Reprodução
2
3

Uma árvore caiu na rua XV de Novembro, no Centro de Blumenau – Soldado Edoni/Reprodução

Árvores atingiram a rede elétrica deixando imóveis sem luz - Redes sociais/Reprodução
3
3

Árvores atingiram a rede elétrica deixando imóveis sem luz – Redes sociais/Reprodução

A Defesa Civil de Blumenau recebeu ocorrências de alagamentos em duas ruas: Otto Wagner, na Água Verde, e Wilson Bornhofen, no bairro Passo Manso.

Nas ruas XV de Novembro e João Pessoa, árvores caíram e interditaram parte das ruas. Desde as primeiras horas da manhã equipes da prefeitura trabalharam na desobstrução das vias.

Na rua Belo Monte, na Velha, o telhado de uma casa foi arrancado com a força do vento e oi lançada cerca de 200 metros adiante. Lonas foram entregues aos moradores pela Defesa Civil.

A região ficou sem luz porque uma árvore caiu na estrada e rompeu o cabeamento da Celesc. Houve destelhamento também na rua Venceslau Braz.

Na cidade de Gaspar, um muro caiu sobre um carro na rua Imbituba, no bairro Coloninha. Foram ao menos sete ocorrências de destelhamento no município, conforme levantamento prévio. A

situação mais grave é no colégio Mário Pederneiras, na Lagoa, onde uma ala inteira ficou sem a cobertura.

Confira o volume de chuva por cidade:

Volume de chuva por cidade da Regional de Blumenau – Foto: Defesa Civil/Reprodução

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.