‘The Voice Brasil 2020’ chega à final com quatro cantores prontos para ganhar o público e seguir na carreira


Ana Canhoto, Douglas Ramalho, Izrra e Victor Alves têm, além da técnica vocal, personalidade. ♪ ANÁLISE – Qualquer que seja o resultado da decisão final da nona edição do programa The Voice Brasil, reality musical apresentado por Tiago Leifert sob direção de Boninho, esse resultado será justo.
Programada pela TV Globo para ser exibida na noite desta quinta-feira, 17 de dezembro, a final do The Voice Brasil 2020 será disputada por quatro cantores prontos para ganhar o público e seguir na carreira musical, lutando por lugar ao sol em mercado muitas vezes injusto e até cruel.
Além da voz afinada (requisito importante, mas insuficiente para caracterizar um grande cantor), os quatro mostraram ao longo da temporada que são intérpretes com pleno entendimento do que cantam e, por isso, se destacaram em edição que primou pela alta qualidade dos competidores. Tanto que as semifinalistas Diva Menner e Larissa Vitorino poderiam estar na final disputada por Ana Canhoto, Douglas Ramalho, Izrra e Victor Alves.
Paulista de Bebedouro (SP), Ana Canhotto é do time de Lulu Santos e mereceu estar na final pela interpretação intensa de Piloto automático (Léo Ramos, Carol Navarro, Paulo Vaz, Raul de Paula, Pedro Toledo, 2013) que apresentou na semifinal, exibida na terça-feira, 15 de dezembro, valorizando a letra da canção da banda Supercombo.
Curitibano que representa o time de Michel Teló, técnico campeão das últimas cinco temporadas, Douglas Ramalho – à direita na foto – fez jus à vaga na final ao dar voz à canção Ribbon in the sky (Stevie Wonder, 1982).
Talento que sobressaiu no time de Carlinhos Brown, o carioca Izrra, além de cantar muito bem, tem star quality e já acumula seguidores em redes sociais. Izrra – à esquerda na foto – tem personalidade, como mostrou ao longo da temporada e reiterou ao interpretar Zero (Liniker Barros, 2015).
Cheio de suingue, o também carioca Victor Alves é o concorrente do time de Iza. Descendente da linhagem de canto aberta por Belo nos anos 1990, Victor Alves exibiu segurança incomum em iniciantes quando deu voz ao pagode Péssimo negócio, composto por Bruno Caliman e lançado em outubro de 2018 na voz de Dilsinho.
Enfim, qualquer que seja o vencedor eleito pelo público na final desta quinta-feira, o The Voice Brasil 2020 lega quatro cantores aptos a entrar no mercado porque eles têm, mais do que voz, aquele algo mais que distingue os crooners dos intérpretes que têm personalidade e aquilo que pode ser chamado de alma.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.