Tribunal de Justiça volta a bloquear investigação do MP contra padre Robson por supostos desvios de dinheiro da Afipe


Segundo promotores, religioso comandava grupo que desviava quantias milionárias doadas por fiéis para a compra de fazendas e casa na praia. Defesa do padre diz que não ocorreu qualquer ilegalidade. Padre Robson Oliveira Pereira Associação Filhos do Pai Eterno Afipe Trindade Goiás
Reprodução/Instagram
A investigação contra o padre Robson de Oliveira, ex-reitor da Basílica de Trindade, por supostos desvios de dinheiro da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) voltou a ser suspensa nesta segunda-feira (14). O desembargador Leobino Valente Chaves acatou um pedido da defesa do padre que pediu a paralisação do processo. O religioso sempre negou as irregularidades.
O advogado Pedro Paulo Medeiros, que defende o padre na Justiça, disse em nota que “o desembargador confirmou o que os seus pares com assento na Câmara Criminal já haviam decidido à unanimidade: não houve e não há ilegalidade nem sequer irregularidades”. Pedro Paulo ressalta que “tratam-se de assuntos de entidade privada, sem participação de recursos públicos”.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.