Uber na justiça: Tribunal do Trabalho do RS afirma que app não tem vínculo empregatício com motoristas

O Uber é um aplicativo que presta um serviço essencial atualmente, entretanto ele já se envolveu em muitas disputas judiciais como a ocorrida em Londres em setembro, onde o serviço venceu e pode continuar operando na cidade. Agora mais uma decisão em favor do app foi proferida, dessa vez pelo Tribunal do Trabalho do RS ao afirmar que o aplicativo não tem vínculo empregatício com seus motoristas.

A decisão foi proferida em segunda instância pelo juiz Carlos Alberto May do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e foi divulgada ontem (10). Segundo ele:

O Uber não impõe qualquer tipo de meta e que o motorista é livre para atuar na frequência e nos horários que lhe são mais convenientes, bem como para estabelecer, juntamente com o cliente, a melhor rota a ser seguida.

Clique aqui para ler mais

Adicionar aos favoritos o Link permanente.