Viçosa amplia rede de tratamento da obesidade


Cidade teve a habilitação publicada pelo Ministério da Saúde no dia 17 deste mês. OMS teme surto de obesidade por causa do isolamento
Reprodução/TV Globo
A cidade de Viçosa será referência macrorregional de alta complexidade no tratamento de pessoas com obesidade.
O município recebeu habilitação do Ministério da Saúde no dia 17 deste mês, através da Portaria Federal nº 3.529. Segundo o documento, o Hospital São Sebastião executará o serviço, mantido com recursos do Fundo Nacional de Saúde e o plano orçamentário passa a valer a partir de janeiro.
A conquista para o município começou a ser estruturada em 2019, quando um convênio pioneiro na região, firmado entre a Prefeitura e o Hospital São Sebastião, permitiu o início da realização de cirurgias bariátricas custeadas pelo Sistema Único de Saúde.
De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcus Schitini, a habilitação é um reconhecimento do trabalho em equipe, que elaborou o projeto e enviou a documentação necessária para o Ministério da Saúde.
“Atualmente, temos cinco serviços de alta complexidade disponíveis em Viçosa. Com mais essa opção, nos tornamos referência em saúde e passamos a atender melhor a população”, afirmou.
Para realizar a cirurgia bariátrica pelo SUS, o paciente precisa seguir os protocolos de encaminhamento do Centro Estadual de Atenção Especializada (CEAE-Viçosa). As etapas incluem consulta médica, indicação da cirurgia mediante comprovação de necessidade, além de acompanhamento com equipes multiprofissionais. Equipes do CEAE e do ambulatório do Hospital São Sebastião.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.