Vila Velha é a cidade do Brasil com maior número de mortes por Covid-19 em 14 dias


Levantamento feito por pesquisador com base em dados reunidos pelo consórcio dos veículos de imprensa é referente aos dados das últimas duas semanas. Praias de Vila Velha ficaram cheias no último final de semana.
Reprodução/TV Gazeta
O município de Vila Velha, na Grande Vitória, ocupa a 11ª posição em um ranking nacional de municípios que mais registraram mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas duas semanas. 
O levantamento foi feito pelo pesquisador Wesley Cota, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), e publicado em O Globo. Ele usou dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa – formado por O Globo, G1, Extra, Folha de São Paulo, Uol e o Estado de São Paulo – que leva em conta relatórios das secretarias de saúde.
A cidade canela-verde registrou 62 mortes causadas pelo coronavírus entre os dias 1º e 14 de dezembro. O número de óbitos é o mesmo contabilizado em Fortaleza.
Rio de Janeiro e São Paulo aparecem em primeiro e segundo lugar, com 565 e 514 mortes, respectivamente. 
Confira o ranking dos municípios do Brasil com maior número de mortes nos últimos 14 dias:
Dados até o dia 14 de dezembro de 2020
Rio de Janeiro (RJ): 565
São Paulo (SP): 514
Brasília (DF): 156
Porto Alegre (RS): 135
Curitiba (PR): 114
Campo Grande (MS): 92
São Bernardo do Campo (SP): 92
Belo Horizonte (MG): 90
Salvador (BA): 88
Manaus (AM): 77
Juiz de Fora (MG): 67
Fortaleza (CE): 62
Vila Velha (ES): 62
Santo André (SP): 57
Goiânia (GO): 56
Nova Iguaçu (RJ): 53
Santos (SP): 53
João Pessoa (PB): 49
São Gonçalo (RJ): 49
São José do Rio Preto (SP): 49
Maior número de óbitos no ES
De acordo com os dados do Painel Covid-19, entre os 78 municípios do Espírito Santo, Vila Velha é o que registra o maior acumulado de mortes desde o início da pandemia.
Até o momento, a cidade possui 669 óbitos, sendo que dois deles foram contabilizados nas últimas 24 horas. O número de casos confirmados da doença chega a 31.312.
Em contrapartida, segundo a prefeitura da cidade, o Executivo municipal já recebeu mais de 10 mil denúncias de aglomeração.
Prefeitura já registrou mais de 10 mil denúncias de aglomeração na pandemia em Vila Velha
Em entrevista à TV Gazeta, a coordenadora da Vigilância Sanitária de Vila Velha, Flávia Maia Costa, afirma que o município tem se empenhado para fazer com que a população cumpra as normas de higiene e de distanciamento social determinadas pelo governo estadual, com abordagens e fiscalizações.
“Mas é uma situação em que precisa haver uma cooperação importante do munícipe no sentido de não aglomerar, de sair de casa só para resolver algum problema e na medida do possível não tirar a máscara em locais públicos, onde houver maior concentração de pessoas”, ponderou.
Médicos atendem paciente com Covid-19 em hospital do ES
Reprodução/TV Gazeta
Conforme já vem sendo apontado pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, o Espírito Santo vive, atualmente, sua maior fase de expansão da pandemia, razão pela qual o governo estadual decidiu colocar em prática uma nova estratégia de ampliação de leitos.  
Recentemente, Nésio também apresentou uma série de gráficos que mostram também o crescimento da média móvel de casos de Covid-19 nas cidades do interior do Espírito Santo, fato que evidencia o crescimento difuso da doença no território capixaba. 
Atualmente, Vila Velha, assim como outros 47 cidades capixabas, possui risco moderado para a Covid-19, de acordo com o mapa de classificação de risco.
No entanto, em entrevista à rádio CBN, o governador Renato Casagrande indicou que há possibilidade de toda a Grande Vitória entrar para o risco alto caso os índices continuem subindo.
Vídeos: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo
Adicionar aos favoritos o Link permanente.