Você viu? Reino Unido começa vacinação contra Covid, a disputa pelo comando da Câmara, as buscas e fotos que marcaram 2020


Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 7 a 11 de dezembro. Reino Unido inicia vacinação da população contra a Covid-19 e brasileira é uma das primeiras pessoas a receber o imunizante da Pfizer/BioNTech: “Tem luz no fim do túnel”, afirma. No Brasil, Instituto Butantan começa a produzir a CoronaVac em SP e plano de vacinação é anunciado; estado reduz horário de bares e amplia o do comércio para evitar aglomeração. Anvisa aprova regras para uso emergencial de vacinas contra a doença. Com mortes em alta, Bolsonaro diz que “estamos vivendo um finalzinho de pandemia”. Os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes completam mil dias sem respostas. A disputa pelo comando na Câmara dos Deputados. No futebol, uma atitude que entra para a história no combate ao racismo. E na reta final de 2020, veja quem são os escolhidos como “Personalidade do Ano” , os termos mais procurados e os momentos marcantes em fotos.
Imunização
Brasileira é vacinada contra Covid-19 no Reino Unido: ‘Tem luz no fim do túnel’
“Tem luz no fim do túnel”, afirmou a pesquisadora brasileira Maria Lúcia Possa, uma das primeiras pessoas a receber o imunizante contra a Covid-19 desenvolvido pela Pfizer/BioNTech, no Reino Unido. O país, que iniciou uma vacinação em massa na terça-feira (8), é o primeiro do mundo a usar essa vacina.
Doses foram distribuídas em cerca de 70 hospitais para pessoas com mais de 80 anos e parte dos profissionais que atuam em unidades de saúde e em asilos. Margaret Keenan, de 90 anos, foi a 1ª britânica a ser vacinada.
O Assunto: Vacina no Reino Unido – lições a aprender
VÍDEO: Idosa britânica é a primeira a receber a vacina contra o novo coronavírus no Reino Unido
“Sinto-me muito privilegiada. Significa que posso, finalmente, passar um tempo com minha família e amigos, depois de estar sozinha na maior parte do ano”, disse Margaret.
O governo do Reino Unido garantiu 800 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech para dar início ao programa. Mas foram encomendadas 40 milhões de doses ao todo, o suficiente para 20 milhões de pessoas, pois são necessárias duas aplicações.
Vacina da Pfizer contra Covid: veja como funciona
EUA começam campanha de vacinação ‘na segunda ou terça-feira’, diz secretário de Saúde
Canadá aprova uso emergencial da vacina anti-Covid da Pfizer
Argentina anuncia acordo com a Rússia para a compra de 20,6 milhões de doses da Sputnik V
WEBSTORIES: conheça a história de Edward Jenner, o pai da vacina moderna
Instituto Butantan já começou a produzir a vacina CoronaVac em São Paulo
No Brasil, a Anvisa aprovou as regras para a autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas. No entanto, a agência disse que ainda não recebeu nenhum pedido de uso emergencial nem de registro de imunizantes.
CoronaVac
O governo de São Paulo disse na quinta-feira (10) que o Instituto Butantan iniciou o envase da vacina contra a Covid-19 produzida em parceria com o laboratório chinês Sinovac. O processo consiste na etapa final de produção do imunizante, que ainda está na terceira fase de testes, estágio em que a eficácia precisa ser comprovada antes da liberação pela Anvisa. Segundo o governador João Doria, mais de 900 cidades brasileiras manifestaram interesse na compra da CoronaVac.
O plano do governo paulista tem como previsão começar a vacinação em 25 de janeiro de 2021. De acordo com o anúncio, a primeira fase de imunização será voltada ao grupo prioritário, que também inclui idosos com 60 anos ou mais, e dividida em cinco etapas. Nessa etapa, 9 milhões de pessoas deverão ser vacinadas. Entenda aqui todos os detalhes.
Pazuello diz que governo comprará qualquer vacina com registro na Anvisa
Veja comparativo das candidatas em estágio mais avançado
Ministério diz que vacinação pode ser em dezembro se Pfizer obtiver autorização emergencial
Governo repassa R$ 59,4 milhões para estados reforçarem estrutura de resfriamento de vacina
Panorama Covid
Com alguns países iniciando a vacinação contra a Covid-19, a imunização parece uma esperança cada vez mais próxima ao Brasil. No entanto, a transmissão da doença continua e vem crescendo nas últimas semanas. O país registrou aumento de mortes, cidades voltando a impor restrições e hospitais cada vez mais lotados.
“Isso não é o finalzinho da pandemia”, diz pesquisadora da USP
Na quinta-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro disse em um evento no Rio Grande do Sul que “estamos vivendo um finalzinho de pandemia”. Um dia depois da fala de Bolsonaro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou, no entanto, que “a pandemia não acabou”.
Em entrevista ao G1, o chefe de infectologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Alexandre Naime, disse que “não há a menor possibilidade de acreditar em um discurso, por mais otimista que seja, de fim de pandemia”. O especialista alertou que mesmo com a vacinação, a diminuição no número de casos vai ser gradativa, e não imediata.
Além disso, o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de reinfecção por coronavírus do país. A paciente é uma médica de 37 anos que mora em Natal e trabalha também na Paraíba. A primeira infecção dela aconteceu em junho. Porém, voltou a apresentar um quadro de síndrome gripal no dia 11 de outubro. Leia aqui o que se sabe sobre os casos de reinfecção por coronavírus.
CASCAVEL (PR): Leitos de UTI adulto em ocupação máxima
RIO DE JANEIRO (RJ): Hospitais municipais estão lotados
SALVADOR (BA): Hospital do Subúrbio tem 100% de leitos clínicos ocupados e 92% em UTIs
SÃO PAULO (SP): Santa Casa tem 100% dos leitos de UTI Covid ocupados
➡ MEC autoriza aulas remotas em escolas e universidades enquanto durar a pandemia
Restrições
Preocupados com a lotação nos hospitais e com o aumento no número de vítimas da pandemia, governos municipais e estaduais retomaram restrições impostas para conter o contágio do novo coronavírus.
Rio de Janeiro: suspensão de áreas de lazer e proibição de estacionamento na orla
São Paulo: redução do horário de funcionamento de bares e ampliação do horário de lojas e shoppings
Salvador: restrição no horário de funcionamento de bares
Mato Grosso do Sul: toque de recolher entre às 22h e às 5h
Famosos infectados
⇢ Esta semana, alguns artistas famosos testaram positivo para a Covid-19. A atriz Nicette Bruno, de 87 anos, está internada na Casa de Saúde São José, Zona Sul do Rio, desde o último domingo (6) e seu quadro é considerado grave. Ela precisou fazer hemodiálise após piora da função renal.
⇢ No mesmo hospital está internado o ator Marco Ricca. Segundo nota divulgada da unidade de saúde na quarta-feira (9), ele “apresentou evolução clínica, com melhora na oxigenação, e está sem febre”.
⇢ Já a atriz Marieta Severo, de 74 anos, está internada no Hospital Copa Star, em Copacabana, no Rio. A assessoria dela disse ao G1 que o quadro de saúde de Marieta é estável, que a artista está com uma pneumonia que precisa ser tratada e que não há previsão de alta.
⇢ O cantor Leonardo, de 57 anos, viajou na terça-feira (8) para São Paulo com a esposa e a sogra para se isolarem em uma casa que ele tem na capital paulista. Os três estão com coronavírus. O sertanejo se recuperou há poucos dias da dengue.
⇢ E ainda, Tony Bellotto, integrante da banda Titãs, foi diagnosticado com a doença. A assessoria do grupo confirmou a informação na manhã de quarta e afirmou que o músico “está em casa, em quarentena e sem sintomas”.
Adeus a Eduardo Galvão
Ator Eduardo Galvão morreu na noite de segunda-feira (7), no Rio de Janeiro, vítima de Covid-19
Estevam Avellar/Globo
O ator Eduardo Galvão morreu na noite de segunda-feira (7), aos 58 anos, vítima de Covid-19. Ele estava internado em um hospital do Rio de Janeiro e precisou ser entubado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Após ser diagnosticado com a doença, o ator mandou um recado de áudio para o amigo, o ator Stepan Nercessian, manifestando preocupação com o coronavírus.
“Muito ruim isso, cara. Se liga aí, Stepan. Sai de casa não, cara. Fica ligado aí. E o medo que dá, cara. Tu não sabe se vem coisa pior. Se vai melhorar, se não vai”, disse Eduardo Galvão.
A filha do ator, Mariana Galvão, usou as redes sociais para escrever uma homenagem ao pai: “Faltam palavras, falta ar”. Confira a publicação completa.
FOTOS: Veja momentos da carreira do ator
WEBSTORIES: Relembre os personagens interpretados por Eduardo Galvão
Angélica, David Brazil, Lázaro Ramos… Veja repercussão
➡ Cantor Ubirany, do grupo Fundo de Quintal, morre de Covid-19 no Rio aos 80 anos
1000 dias sem Marielle e Anderson
Marielle: homicídio completa mil dias sem respostas sobre motivação
Na terça-feira (8), completaram mil dias em que imprensa, famílias, polícia e ativistas no mundo inteiro se perguntam: por que mataram a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes? O G1 conversou com três pessoas próximas de Marielle para falar sobre como cada uma delas passou por esse período, repleto de dúvidas, incerteza e luta para encontrar respostas sobre o crime. Leia aqui a reportagem completa.
Em protesto, a Anistia Internacional e o Instituto Marielle Franco colocaram mais de 500 despertadores foram colocados em frente à Câmara de Vereadores na Cinelândia, que também foi o local do velório de Marielle no dia 15 de março de 2018.
Protesto com relógios foi realizado em frente à Camara dos Vereadores do Rio de Janeiro para lembrar os 1000 dias da morte de Marielle Franco
Mauro Pimentel/AFP
A Delegacia de Homicídios e o Ministério Público seguem investigando os assassinatos. O secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, quer que o crime seja solucionado com prioridade, de acordo com fontes ouvidas pelo G1. Em março de 2021, o assassinato completa três anos, sem que Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz tenham ido a julgamento em júri popular.
Crianças vítimas de fuzis
Desde o começo do ano, 12 crianças morreram baleadas no Estado do Rio de Janeiro
Reprodução/ TV Globo
Desde o começo do ano, 12 crianças morreram baleadas no estado do Rio de Janeiro. As duas últimas vítimas mais recentes são as primas Emilly Victoria, de 4 anos, e Rebecca Beatriz, de 7 anos, que morreram enquanto brincavam na porta de casa, na comunidade Santo Antônio, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na noite de sexta-feira (4). O G1 fez uma matéria especial contando um pouco das histórias das 12 crianças que tiveram as vidas interrompidas pela violência. Leia todos os detalhes aqui.
O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, se reuniu com os familiares de Emilly e Rebecca na segunda-feira (7) e os parentes cobraram uma solução para o crime.
Governo federal reduz a zero alíquota de importação de revólveres e pistolas
Camarotti: Sem programa de vacinação, governo Bolsonaro cria cortina de fumaça ao zerar taxa de armas
Duas crianças brasileiras são atingidas por tiros de fuzil em guerra do tráfico em cidade de fronteira no Paraguai
➡ Caso Carrefour: Polícia cita ‘racismo estrutural’ na conduta de envolvidos na morte de João Alberto no RS
📌 Política
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu que o presidente Jair Bolsonaro não pode desistir previamente de prestar depoimento no inquérito que investiga suposta interferência política dele na Polícia Federal. Moraes também determinou que cabe ao plenário da Corte definir a forma do depoimento — se presencial ou por escrito.
Empresa que presta serviço para o governo fez trabalho de graça para um dos filhos de Bolsonaro
Abin fez documentos para orientar a defesa de Flávio Bolsonaro no caso Queiroz, diz revista
Disputa no comando da Câmara
O deputado federal Arthur Lira, líder do PP e do Centrão, lançou na quarta-feira (9) candidatura à presidência da Câmara dos Deputados. Aliado do presidente Jair Bolsonaro, Lira deve disputar o cargo com o candidato que o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidir apoiar. Maia declarou que o governo está “desesperado” para eleger um aliado para a presidência da Câmara. Segundo ele, o objetivo seria avançar pautas de costumes e “desorganizar” a agenda do meio ambiente.
Também nesta semana, o presidente nomeou Gilson Machado o novo ministro do Turismo. A nomeação foi publicada na madrugada de quinta-feira (10) no “Diário Oficial da União (DOU)”. A mesma edição traz a demissão do cargo, a pedido, segundo a publicação, de Marcelo Álvaro Antônio.
A mudança ocorre após o agora ex-ministro, Álvaro Antônio, acusar o ministro da Secretaria do Governo, Luiz Eduardo Ramos, de pedir ao presidente Jair Bolsonaro para entregar o cargo do Turismo ao Centrão, bloco de apoio ao governo na Câmara. Leia na reportagem.
‘Sair em primeiro não significa nada’, diz Maia sobre indefinição de candidato
STF veta possibilidade de Maia e Alcolumbre serem reeleitos para presidir Câmara e Senado
Mulheres poderosas
A premiê alemã, Angela Merkel
Michael Kappeler via AP
A revista “Forbes” anunciou a lista das 100 mulheres mais poderosas do mundo. Pela décima vez, Angela Merkel, chanceler da Alemanha, figura na primeira posição. Em segundo, ficou Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu, e em terceiro, Kamala Harris, a vice-presidente eleita dos EUA.
WEBSTORIES: Saiba quem são as mulheres mais poderosas do mundo
Personalidade do Ano
Joe Biden e Kamala Harris foram escolhidos ‘Personalidade do Ano’ de 2020 pela revista norte-americana ‘Time’
Reprodução / Twitter / Time
A revista norte-americana “Time” também anunciou esta semana os escolhidos “Personalidade do Ano” de 2020. Os escolhidos foram os eleitos presidente e vice-presidente dos Estados Unidos, os democratas Joe Biden e Kamala Harris. O anúncio foi feito no início da madrugada de sexta-feira (11) — noite de quinta-feira nos EUA. O título é dado à pessoa – ou grupo – “que mais afetou as notícias ou as nossas vidas, para melhor ou para pior”, informou a revista em seu site.
Na categoria “Guardiões do Ano”, a revista premiou os profissionais da área de saúde que combatem a pandemia da Covid-19. Segundo a Time, “arriscaram a própria vida ao sair para trabalhar e salvaram muitas outras”. Quem também entrou para a lista da ‘Time’ foi a banda sul-coreana BTS, levando o título de “Artista do Ano”.
Eleições na Venezuela
Nicolás Maduro
Reuters via BBC
O chavismo retomou o controle da Assembleia Nacional da Venezuela no domingo (6), ao vencer a eleição legislativa boicotada por quase toda a oposição e caracterizada por uma abstenção de 69% dos eleitores. Aproximadamente 5,2 milhões de pessoas votaram, o que representa cerca de 31% dos eleitores. A aliança que apoia o presidente Nicolás Maduro obteve 67,7% dos votos.
Sandra Cohen: Todos saem perdendo na eleição da Venezuela
Chanceler brasileiro chama pleito venezuelano de ‘farsa eleitoral’
Dolarização formal na Venezuela, uma ‘camisa de força’ que Maduro rejeita
Economia 📈
Supermercado na pandemia
Tânia Rego/Agência Brasil
Os preços dos alimentos sofreram mais uma forte alta em novembro, de 2,54%, segundo dados divulgados pelo IBGE. Com o resultado, a alta acumulada de janeiro a novembro alcançou 12,14% — a maior para um ano desde 2002. Veja os itens que mais subiram.
Copom mantém taxa básica de juros da economia em 2% na última reunião do ano
Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela: entenda as diferenças entre os programas
INSS
A reforma da Previdência completou um ano em novembro e trouxe uma série de mudanças para o brasileiro conseguir a aposentadoria. Entre elas, há as regras de transição que se modificam anualmente. Confira o que passa a valer em 2021.
Meio ambiente
Gases como o carbono poluem o meio ambiente e provocam o efeito estufa, acelerando as mudanças climáticas.
Jornal Nacional/ Reprodução
Novembro teve as temperaturas mais altas para o mês em toda a história mundial, anunciou o Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus da União Europeia em um relatório divulgado na segunda (7). De acordo com as análises, as temperaturas do mês passado foram 0,77ºC mais elevadas do que a média de 1981 a 2010, e superaram em 0,13ºC os recordes anteriores, de 2016 e 2019.
O período de 2015 a 2020 também representa os 6 anos mais quentes já registrados. O resultado aproxima o planeta do primeiro limite estabelecido pelo Acordo de Paris sobre o clima, assinado em 2015 por quase 200 países.
Brasil fica fora de evento da ONU sobre redução do efeito estufa
Nova meta climática do governo federal no Acordo de Paris é ‘insuficiente e imoral’, diz Observatório do Clima
Proposta de Salles libera mais emissões de gases poluentes
Pantanal: comissão da Câmara atribui alta nas queimadas a ação humana e conduta estatal
Saudosismo na arte
John Lennon
Getty Images/BBC
No dia 8 de dezembro de 1980, o músico e compositor John Lennon foi morto com cinco tiros em frente ao edifício Dakota, em Nova York, onde residia. Na terça-feira (8), 40 anos após o assassinato do ex-Beatle, o Memória Globo relembrou a cobertura jornalística feita diretamente dos Estados Unidos pelos correspondentes Hélio Costa e Lucas Mendes.
Nas redes sociais, a esposa, o filho , ex-colegas e fãs prestaram homenagem. O ex-Beatle, Paul McCartney, parceiro de composições de Lennon, tuitou: “um dia muito, muito triste, mas lembrando do meu amigo John com a grande alegria que ele trouxe ao mundo”.
Initial plugin text
Yoko Ono, viúva de Lennon, pediu paz e uma reforma da lei de porte de armas. “A morte de um ente querido é uma experiência avassaladora”, tuitou Yoko. “Depois de 40 anos, Sean, Julian e eu ainda sentimos saudades dele”, disse. “‘Imagine all the people living life in peace’”, acrescentou, citando a letra da canção “Imagine”.
WEBSTORIES: 40 anos sem John Lennon
Morte de John Lennon faz 40 anos: ‘Eu estava lá quando ele morreu’
Conheça lugares no Rio que marcaram vida e obra no centenário de Clarice Lispector
E na quinta-feira (10), em homenagem aos 100 anos de Clarice Lispector, o G1 visitou cinco caminhos “claricianos” do Rio de Janeiro marcantes na vida e na obra da escritora. Confira os caminhos feitos por Clarice Lispector na cidade maravilhosa.
WEBSTORIES: O centenário de Clarice Lispector
Bob Dylan vende todo seu catálogo musical em acordo estimado em US$ 300 milhões
Atitude histórica no futebol
Na frança, jogadores se recusam a seguir em campo após ato de racismo
Jogadores do PSG e do Istanbul Basaksehir protagonizaram um momento marcante no Parque dos Príncipes, em Paris, na terça-feira (8), em uma partida da Liga dos Campeões. As duas equipes deixaram o gramado do estádio no meio do primeiro tempo após uma ofensa racista do quarto árbitro romeno Sebastian Colţescu contra o camaronês Pierre Webó, ex-atacante e membro da comissão técnica da equipe turca.
➡ Neymar comenta saída de campo por racismo: ‘É o que deveria ter feito na primeira vez’
Globo contrata Renata Silveira, primeira narradora da história da emissora
Caso Robinho: tribunal confirma condenação do jogador por violência sexual na Itália
Robinho sugeriu a amigo voltar ao Brasil após acusação de estupro: ‘Pelo menos tu não fica em cana’
C. Ronaldo, Lewandowski e Messi disputam prêmio da Fifa
Tecnologia
Google empresa companhia tecnologia escritório
Arnd Wiegmann/Reuters
O Google divulgou na quarta-feira (9) os termos mais procurados na ferramenta de buscas no Brasil. O resultado reflete os principais acontecimentos de 2020 na política, na cultura e no esporte.
Buscas do ano:
Coronavírus
Auxílio emergencial
Eleições 2020
Eleições EUA
BBB 2020
Copa do Brasil
Google Classroom
Flamengo x São Paulo
Classificação Brasileirão série A
NBA
Confira lista de acontecimentos, ‘o que é’, ‘como fazer’, perguntas e outros mais buscados
Post sobre a morte do ator Chadwick Boseman foi o mais compartilhado no Twitter em 2020
A caixa de buscas da empresa também foi destino frequente para quem tinha dúvidas sobre a pandemia de Covid-19. Do ranking de 10 questões em alta durante o ano, 4 delas estavam relacionadas com a doença. As pessoas queriam entender o que é uma pandemia e o lockdown, além de saber sobre o número de casos e como fazer uma máscara de tecido.
Facebook é alvo de processos nos EUA por monopólio nas redes sociais
‘Stalking’: Câmara aprova projeto que torna crime perseguir alguém obsessivamente
Prêmio reportagem sobre refugiados
Abertura do especial de refugiados ‘Saí para salvar minha vida’, publicado pelo G1 em 2019
Reprodução/G1 e Ricardo Moraes/Reuters
O G1 venceu a categoria Acnur 70 anos do Prêmio CICV de Cobertura Humanitária com o especial sobre refugiados “Saí para salvar minha vida”, publicado em novembro de 2019. A entrega do prêmio, organizado pela Agência da ONU para Refugiados e pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha no Brasil, ocorreu virtualmente na terça-feira (8).
Em um formato especial que mescla textos, vídeo, fotografias e infográficos, a reportagem exibe o panorama dos refugiados e solicitantes de refúgio no Brasil a partir de três entrevistados. Eles relatam os motivos pelos quais deixaram seus países de origem e narram a trajetória até a adaptação nesta nova casa. O especial tem autoria de Amanda Paes, Antonio Alves Filho, Dennis Barbosa, Fabio Tito, Guilherme Gomes, Lucas Corrales Vidigal de Oliveira, Oscar Veroneze Junior, Rodrigo Cunha de Paula e Savio Ladeira.
Total de pessoas deslocadas no mundo em 2020 passa de 80 milhões, estima a ONU
Curiosidades da semana
🌳 Pau-brasil
Maior Pau-brasil do país foi descoberto no sul da Bahia
Cássio Vasconcellos/Arquivo pessoal
O botânico Ricardo Cardim confirmou a descoberta de uma árvore pau-brasil com mais de 500 anos e 7,13 metros de circunferência no assentamento Pau Brasil, na cidade de Itamaraju, sul da Bahia, às margens da BR-101. Segundo Cardim, que fez a medição da árvore, se trata do maior pau-brasil do país. Nas redes sociais, o botânico comentou sobre a descoberta.
“Descobrimos o maior pau-brasil do país! Uma árvore de proporções e aparente idade até então desconhecidas para a espécie. A árvore que batizou o país foi praticamente dizimada ao longo de cinco séculos de exploração predatória para produção de tintura vermelha e posteriormente arcos de violino. O pau-brasil desapareceu da Mata Atlântica, onde ocorre exclusivamente, e os poucos exemplares hoje sobreviventes são jovens e pequenos”, disse o Ricardo Cardim.
🧫 Superfungo
A Candida auris foi descrita pela primeira vez em 2009 e já infectou pessoas em mais de 30 países
Science Photo Library/via BBC
Um homem hospitalizado na Bahia com Covid-19 possivelmente foi infectado também por um fungo, tornando-se o provável primeiro caso de adoecimento por Candida auris no Brasil.
Ao emitir um alerta na segunda-feira (7) sobre a possível chegada da Candida auris ao país, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou que trata-se de um “fungo emergente que representa uma séria ameaça à saúde pública”. Descoberto em 2009, o fungo já se alastrou por mais de 30 países e causa preocupação por ser “multirresistente” a medicamentos e fatal em cerca de 39% dos casos. Leia sobre o ‘superfungo’ na reportagem.
2020 em fotos 📸
Fotos do ano: 2020
Arte/G1
G1 preparou uma retrospectiva, mês a mês, das imagens que marcaram o ano. Cenas como os incêndios florestais na Austrália, o funeral do general Qassem Soleiman no Irã, a construção de um hospital para o tratamento contra a Covid-19 na China, o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro, o panorama dos dias de isolamento durante a pandemia, o drama dos profissionais de saúde mundo na luta contra a Covid-19, as manifestações em protesto contra a morte de George Floyd nos EUA, a explosão em Beirute (Líbano) e a foto da primeira senhora sendo vacinada contra o coronavírus na Inglaterra. Clique aqui para ver todas as fotos.
WEBSTORIES: fotos do ano
Retrospectiva 2020: o ano no Executivo
Adicionar aos favoritos o Link permanente.